Como a blockchain pode revolucionar a indústria musical
blockchain_musica
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Comunicação

Como a blockchain pode revolucionar a indústria musical

Kaluan Bernardo em 26 de outubro de 2016

Desde 1999, quando o Napster chegou, a indústria da música vive num eterno combate para tentar equilibrar as contas e garantir que todos sejam pagos. Entretanto, não chegamos ainda nesse ponto de equilíbrio. Alguns reclamam da pirataria, outros reclamam do streaming, e outros ainda das gravadoras e distribuidores. O fato é que os artistas normalmente saem prejudicados. A solução, segundo alguns vanguardistas, está em uma tecnologia chamada blockchain.

Falando em termos gerais, blockchain é basicamente um grande livro de registros, distribuído e compartilhado por todos. É possível que qualquer um transfira dados, dinheiro ou qualquer coisa que tenha valor. Tudo fica registrado e a aberto a todos. É graças a essa tecnologia que existem outras, como a bitcoin.

A rede da blockchain é distribuída por computadores do mundo todo e não pode ser controlada por ninguém – o que, em teoria, a torna transparente e democrática. Você pode entender mais sobre o assunto nesse texto.

Ora, um sistema que permite a todos fazerem transações diretas com os artistas, de forma transparente e sem passar por intermediários, pode ser uma solução para equilibrar as contas e garantir a sustentabilidade financeira daqueles que produzem a música.  Não é?

De que forma a blockchain poderia ajudar a música

Artigo publicado no site TechCrunch cita três formas de que a indústria da música pode se beneficiar do sistema de transparência e segurança proposto pela blockchain. Veja quais são:

1) A música pode ser publicada e registrada com data e identificação única. Não pode ser alterada. Isso significa que, em tese, ninguém que baixar o arquivo consegue modifica-lo ou distribui-lo em meios ilegais. Cada gravação tem os metadados informando os direitos autorais do arquivo, garantindo que as pessoas certas sejam pagas.

2) A blockchain também pode mudar radicalmente a monetização da música. Junto com tecnologias como bitcoins e ethereum, é possível permitir as mais diversas formas de pagamento pela canção. O ouvinte pode pagar por vez que ouvir, para baixar, para ouvir o disco todo… As opções são toda do artista.

LEIA MAIS
Blockchain poderá ser usada para rastrear pesca legal de atum na Ásia

3) Por fim, é possível estabelecer uma relação direta entre criadores e consumidores. Artistas e compositores não ficariam tão dependentes de distribuidores, muitas vezes acusadas de ficarem com boa parte das receitas das músicas.

Startups que se propõem a usar blockchain

Empreendedores compartilham dessa visão e começam a olhar para a blockchain e discutir como a tecnologia pode ser usada em suas startups de música.

Um deles foi Benji Rogers, que após escrever um manifesto sobre blockchain e música, começou a criar a um projeto em código aberto chamado “dotblockchain”, um conjunto  de metadados para garantir o pagamento de direitos autorais em cada música.

Outra que está surgindo e apostando na blockchain é a PeerTracks. A ideia é oferecer ao artista um sistema que ele consiga controlar com facilidade seus royalties e receita, sem precisar de um contador ou de um empresário negociando isso.

Eles prometem até criar uma própria moeda, na qual os fãs podem ter acessos VIP ao artista, reservando lugares em shows, conseguindo autógrafos ou tendo acesso a conteúdos exclusivos. A moeda passa a valer mais conforme mais pessoas a utilizarem. Os fãs, por outro lado, saberão que estão beneficiando diretamente seus ídolos e terão contato mais próximo com eles. A plataforma ainda está desenvolvendo um sistema para pagar por ouvintes que descobrirem artistas antes de fazerem sucesso.

Há ainda a BitTunes, que quer que as pessoas se tornem distribuidoras das músicas dos artistas. A lógica é semelhante ao antigos Kazaa e Shareaza, com a diferença que os usuários pagam pelas músicas, mas também recebem à medida que a compartilham.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence