A engenheira cega que está na Apple para unir incluir a acessibilidade
inclusão
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Comunicação

A engenheira cega que está na Apple para unir inclusão e tecnologia

Kaluan Bernardo em 28 de julho de 2016

Jordyn Castor nasceu prematura, pesando pouco mais de 900 gramas e com poucas chances de sobreviver. Ela não morreu, mas ficou cega. Hoje tem 22 anos e é uma das principais forças da Apple quando o quesito é trazer acessibilidade a seus produtos e inclusão.

Sua relação com a tecnologia vem desde a adolescência, quando sua família começou a incentivar o uso de computadores. Do interesse pela computação veio o pela programação. “Percebi que com o conhecimento que tinha de computadores e tecnologia eu poderia ajudar a mudar o mundo para pessoas com deficiências”, conta ao site Mashable.

A primeira vez que Jordyn conheceu a Apple foi em uma feira de trabalhos em 2015, quando ela era estudante da Michigan State University e foi conversar com a empresa para dizer como ela era fã da acessibilidade do iPad. “Tudo funcionava bem e era acessível”, lembra. “Era algo que eu nunca tinha experimentado antes”, disse.

Jordin, engenheira de acessibilidade em fundo azul

Jordin é engenheira de acessibilidade da Apple. Foto: Divulgação

A sua empolgação foi tão grande que logo foi contratada para trabalhar como estagiária na equipe do VoiceOver, tecnologia da Apple voltada a deficientes físicos e que lê a tela do smartphone, tablet ou computador. Mais tarde foi efetivada como engenheira.

Leia também:
O skate é para todos: como deficientes físicos se relacionam com o esporte
Empresa personaliza cadeira de rodas com impressão 3D

Ela conta que o sucesso na carreira dela se deve ao conhecimento em duas coisas: tecnologia e braile (a escrita para cegos). Mais de 70% da população cega não tem empregos. No entanto, entre os que têm, 80% sabem ler braile. O conhecimento é essencial para garantir a empregabilidade.

Mas, para Jordyn, a linguagem também é importante para ela pensar na tecnologia. “Eu uso uma tela em braile cada vez que escrevo uma linha de código. O braile me permite saber como o código está”, disse a jovem.

Como trabalhar inclusão na Apple

A empolgação de Jordyn com as tecnologias de inclusão da Apple não aconteceram por acaso. Um dos principais mantras da empresa é “Inclusão inspira inovação”. Em entrevista ao Mashable, Sarah Herrlinger, diretora global de políticas de acessibilidade na Apple, diz que eles encaram a acessibilidade como algo padrão, não especializado. Ela diz:

Acessibilidade é algo que nunca acaba. Não é algo que você vai, faz uma vez, dá um OK e então vai fazer outras coisas.

A Apple foi a primeira a desenvolver uma tecnologia para cegos usarem tela sensível ao toque e está levando a Siri para os computadores. A maior parte das inovações, no entanto, vêm de incluir funcionários com deficiências, como Jordyn.

Um exemplo foi no desenvolvimento do Apple Watch, quando um funcionário cego mostrou a dificuldade de ter que ativar o VoiceOver para ter que ouvir o horário no relógio. Foi quando surgiu a ideia de informar as horas por vibração — recurso que virá na terceira versão do sistema operacional do dispositivo.

Recentemente, Jordyn esteve trabalhando no lançamento do pacote Swift Playgrounds, que ensina programação para crianças. O trabalho dela era fazê-lo acessível a pequenos cegos e mostrar para eles que também podem programar.

Com Swift Playgrounds você cria o código do lado direito e consegue ver os resultados à direita instantaneamente. Foto: Divulgação

Com Swift Playgrounds você cria o código do lado direito e consegue ver os resultados à direita instantaneamente. Foto: Divulgação

Ela diz que o que mais importa é poder devolver seu conhecimento para empoderar a comunidade de portadores de necessidades especiais. “A cegueira não define você. É parte de quem você é como pessoa, como característica — mas não define o que você é ou o que pode fazer na vida”, declara Jordyn.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 172 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence