O que oferecem as versões pagas dos aplicativos de relacionamentos
aplicativos-de-relacionamentos
Foto: Flickr/Freestocks
Inovação > Comunicação

O que oferecem as versões pagas dos aplicativos de relacionamentos

Kaluan Bernardo em 11 de novembro de 2016

Há sites e aplicativos de  relacionamentos para todos os gostos e recursos e ferramentas para que você encontre sua cara metade na internet. A maioria desses serviços, como Tinder, Happn, Kickoff e OKcupid são gratuitos, mas possuem opções pagas e que podem ser interessantes para quem está precisando de um empurrãozinho ou está bem afim de conhecer o máximo de pessoas que puder.

Nós já fizemos uma lista dos principais aplicativos de relacionamentos e mostramos quais eram as principais diferenças deles, mas levamos em conta apenas os recursos gratuitos. Agora, para você que está considerando colocar a mão no bolso, vale conferir as diferenças dos pagos e ver qual vale mais o investimento.

Quais os recursos pagos dos aplicativos de relacionamentos

Tinder

Provavelmente o mais famoso, o Tinder foi um dos grandes responsáveis para acabar com o tabu em relação a esse tipo de serviço. Eles têm mais de 50 milhões de usuários ativos e um funcionamento bem simples: quando vê o perfil de uma pessoa, decide se gostou dela ou não. Caso o interesse seja mútuo, vocês dão match e podem começar uma conversa.

No entanto há um limite de pessoas que você pode curtir por dia. Para livrar-se dele, é necessário pagar por um assinatura que custa R$ 25 por mês (pode sair menos se você comprar pacotes de vários meses).

LEIA MAIS
O aplicativo de "Black Mirror" já existe; mas por que ele é assustador?

Além de não ter limites, você também ganha novos recursos como o “Desfazer”, que permite voltar atrás em caso de arrependimento — útil para quem vai passando perfis compulsivamente. Há ainda um outro recurso curioso chamado “Passaporte”, no qual você pode usar o app como se estivesse em qualquer lugar do mundo. Esse é válido para a curiosidade — você pode dar match em uma russa de Moscou ou em um japonês de Tóquio — mas, ao menos que esteja disposto a viajar, não é tão útil. Porém, se você está planejando ir para um desses lugares, pode ser uma forma de já chegar com um date marcado.

Há ainda o “Super Like”, no qual sua curtida ficará em evidência para a pessoa desejada. Na versão gratuita é possível usar o recurso apenas uma vez por dia, mas na paga é permitido usar cinco vezes ao dia. Por fim, há o “Boost” que coloca o seu perfil em evidência por 30 minutos. Quem tem a versão paga recebe um desses por semana. Tanto o “Super Like” quanto o “Boost” podem ser adquiridos em pacotes — independente de ser um assinante.

OKCupid

O OKCupid é um dos mais tradicionais. Foi criado em 2004 e se transformou bastante. Funciona tanto em aplicativos quanto na web. Ele aposta em um perfil mais personalizado, no qual você pergunta sobre relacionamentos, drogas, religião, política e outros temas. Quando for conhecer uma pessoa nova, o serviço te dirá o quão parecidas são suas opiniões.

Foto: Istock/Getty Images

Foto: Istock/Getty Images

O serviço tem a opção de simplesmente ver quem está por perto e iniciar uma conversa, sem precisar de um match. Mas também tem um esquema parecido com o do Tinder para analisar rapidamente as pessoas e curtir ou não elas.

A versão paga custa US$ 10 por mês, mas pode chegar a US$ 5 para quem comprar o pacote semestral. Com ela você pode saber se suas mensagens foram lidas, fica livre de propaganda e tem uma caixa ilimitada para recados. A versão paga ainda permite stalkear pessoas sem ser percebido e usar filtros específicos como cor de cabelo ou altura para procurar por indivíduos. Por fim, a versão premium permite ver as pessoas que te curtiram.

Há, ainda, a possibilidade de comprar turbinadas para seu perfil e ser visualizado por mais pessoas. Cada “Boost” custa US$ 2.

Kickoff

O Kickoff é um tanto semelhante ao Tinder, mas tem o objetivo de te tornar mais seletivo. Seus likes são limitados a apenas 20 pessoas por dia — e elas tem que ter ao menos uma uma conexão de 3º grau contigo, ou seja, ser amigo de um amigo de um amigo seu.

A versão premium, que custa R$ 48, permite ver 50 pessoas por dia e dá um pacote de 50 “Wows”, que funcionam da mesma forma que o “Super Like” do Tinder.

Happn

O Happn existe para aquelas pequenas paixões que temos nas ruas. Sabe quando você está no metrô, fica trocando olhares com alguém, mas não conversa com a pessoa? O aplicativo serve para esse tipo de situação. Ele mostra as pessoas com quem você cruzou o caminho ao longo do dia. Se a pessoa também estiver lá, basta dar uma curtida e ver se é recíproco. Se for o caso, vocês terão um crush e poderão conversar.

Diferente dos concorrentes, o aplicativo não conta com um modelo de assinaturas. Mas eles vendem créditos, que permitem você enviar um “Charme” para alguém e, assim, aumentar as chances de ser notado. É semelhante ao “Super Like”. Um pacote com dez créditos custa R$ 7,90.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence