Vídeo colaborativo envolve fãs e inspira habilidades
cinema-colaborativo-1
Foto: Flickr
Inovação > Comunicação

Vídeo colaborativo envolve fãs, público e inspira habilidades

Camila Luz em 27 de maio de 2016

O ator estadunidense J. D. Walsh gravou um trailer de filme fictício com pessoas desconhecidas que andavam pelas ruas de Los Angeles (EUA). Sua iniciativa se encaixa na ideia de vídeo colaborativo, que pretende engajar o público comum na produção de obras audiovisuais.

O trailer do filme fictício se chama “Run & Gun” e conta a história de um policial que faz tudo o possível para encontrar seu filho desaparecido, no maior estilo blockbuster de Hollywood. As gravações aconteceram durante um dia, em dezembro de 2015. J. D. Walsh divulgou o making off na internet, onde aparece abordando várias pessoas para participar. As reações são diversas: há um senhor que mal encara o ator e continua lendo jornal. Duas mulheres conversam com ele, mas acreditam que não são boas atrizes. Outros concordaram em ceder alguns minutos para se engajar no projeto.

As atuações no vídeo colaborativo são surpreendentes. O ator profissional indaga os atores convidados a respeito do paradeiro de seu filho. Tudo é feito no improviso. Há jovens de diferentes estilos: um menino que protagoniza uma cena falando ao celular e uma senhora cadeirante que se diverte durante a gravação.

Veja o making off e o resultado:

Outros projetos de vídeo colaborativo pretendem incentivar pessoas a desenvolverem suas habilidades. Além disso, são uma forma de aproximar a população da produção de obras culturais.

Hit Record, a rede social colaborativa para criar projetos artísticos

O ator e diretor Joseph Gordon-Levitt, conhecido por filmes como “500 dias com ela” e “A Travessia”, fundou uma espécie de rede social colaborativa. O objetivo não é conversar com amigos, seguir celebridades ou expor as próprias conquistas. O foco da HitRecord é criar projetos artísticos ou midiáticos em conjunto, como vídeo colaborativos, filmes, livros, músicas, discos e programas de TV.

O site funciona como uma rede social que pode ser acessada por qualquer pessoa. Caso tenha interesse, o usuário pode colaborar com alguma das produções. Quando geram lucro, o contribuinte recebe parte dele.  Quem não quiser se envolver em nada disso pode simplesmente se juntar à rede social para fazer contatos.

Um diretor de vídeo, por exemplo, está trabalhando em um filme, mas tem dúvidas quanto a edição. Seu projeto estará disponível na rede social. Um editor pode se interessar e se oferecer para editar.

Joseph convoca desenhistas, escritores, fotógrafos, designers e outros artistas para participar. Mas não é preciso atuar em alguma dessas áreas para se envolver nos projetos da produtora. É possível contribuir com ideias e histórias que inspirem novas obras ou simplesmente opinar sobre elas.

A produtora também pretende inspirar pessoas a desenvolverem suas habilidades. Eventualmente, a rede social desafia seus usuários a contribuírem com determinados projetos, de acordo com o perfil de cada um.

Leia mais: Joseph Gordon-Levitt investe no futuro da economia criativa

“Life in a Day”: um vídeo colaborativo ambicioso

 O Life in a Day foi um projeto experimental conduzido pelo Youtube em 2010. Mais de 80 mil pessoas enviaram vídeos com cenas de seu cotidiano durante o dia 24 de julho.

Algumas imagens foram selecionadas para compor um documentário sobre um único dia na Terra. O processo foi conduzido pelos cineastas britânicos Ridley Scott e Kevin Macdonald.

Assista ao trailer:

 O filme fez a sua estreia mundial no Festival de Sundance em janeiro de 2011. O documentário completo tem 94 minutos e 53 segundos e está disponível na íntegra no Youtube.

Ilustrações, clipes e a presença dos fãs

Artistas do mundo da música têm sido o foco de projetos que recebem a colaboração de fãs. O “The Johnny Cash Project” é um site colaborativo onde fãs podem mandar ilustrações que retratem o músico estadunidense, morto em 2003.

O projeto presta um tributo a uma de suas últimas músicas gravadas em estúdio, “Ain’t No Grave”, que trata de temas como mortalidade, ressurreição e eternidade. As imagens feitas pelos fãs são usadas para criar o clipe da canção. O vídeo colaborativo nunca é o mesmo, pois ele se transforma conforme novas ilustrações são enviadas para o projeto. Veja a versão atual.

Justin Bieber, um dos principais artistas da atualidade, lançou um vídeo colaborativo para “Where Are Ü Now” em 2015. A canção é uma parceria com a dupla de DJs Jack Ü (Skrillex e Diplo). Fãs foram convidados para fazer uma série de desenhos que aparecem o tempo inteiro no clipe.

Na descrição do vídeo, Diplo e Skrillex explicam que o sucesso da canção os incentivou a fazer uma homenagem aos fãs. Nada melhor do que convidá-los para participar do clipe, não é mesmo?

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 172 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence