Brinquedo ensina programação para crianças de 3 anos
cubetto 2
Foto: Divulgação
Inovação > Educação

Brinquedo ensina programação para crianças de 3 anos

Diana Assennato em 7 de abril de 2016

 

Mesmo que não tenha idade para aprender a ler, seu filho já pode aprender a programar. Essa é a premissa da Primo, uma startup inglesa que desenvolve brinquedos de programação para crianças.

O principal produto deles é Cubetto, que foi financiado coletivamente no Kickstarter. A empresa pedia apenas US$ 100 mil, mas conseguiu arrecadar mais de US$ 1,5 milhão no projeto.

O Cubetto é, basicamente, um pequeno robô que pode ser programado. Há uma espécie de mesa onde as crianças podem colocar peças coloridas – cada uma servindo de comando para o brinquedo ir para frente, para trás ou para algum lado. A criança coloca as pequenas peças, fazendo com que a máquina siga o roteiro indicado por ela.

Veja no vídeo abaixo:

 

Os pequenos podem colocar o robô em um pequeno mapa, que funciona como um tabuleiro. O objetivo delas é programá-lo para ir de um ponto a outro, evitando os obstáculos no caminho. Há diversos mapas com diferentes desafios. E as possibilidades são mais variadas. Segundo os desenvolvedores, é possível criar mais de 50 bilhões de combinações de direções.

O robô ainda é desenvolvido de forma completamente open source. Isso significa que, caso alguém queira aprimorar o brinquedo, basta acessar o código e fazer sua versão para ensinar programação para crianças.

Leia mais: 10 aplicativos para desenvolver habilidades digitais em crianças 

 

Lógica analógica

O que chama a atenção na proposta do Cubetto é a ideia de ensinar programação sem precisar de computadores nem telas. É com um brinquedo físico, palpável, que os pequenos veem como elas podem comandar objetos utilizando apenas a lógica.

 

brinquedo Cubetto em fundo branco

Foto: Divulgação

 

“Não há nada de errado em ir direto para o digital, mas não é tão divertido, e se não é divertido, a criança não internaliza e não aprende a lógica tão bem”, diz Fillippo Yacom direto da Primo à revista Wired. “Estamos falando de crianças com três ou quatro anos – jogo físico, noção espacial, colaboração… são essas coisas que, em nossa opinião, devem ser parte do que consideramos como introdução à lógica de programação. Telas devem vir depois”, conclui.

O problema, ainda, é o preço. A versão já montada do robô custa aproximadamente US$ 225. Há também uma versão em que o cliente pode montar o brinquedo. Essa sai por quase US$ 190. Os desenvolvedores dizem que o valor se deve ao fato de que a produção ainda é baixa, mas que, quando eles crescerem, o produto deverá ficar mais barato.

Robôs ensinando programação para crianças são tendência

O Cubetto não é o único brinquedo do tipo. Outro que fez sucesso recentemente é o Dash & Dot, voltado a crianças de cinco anos. Também financiado por crowdfunding, o brinquedo conseguiu arrecadar aproximadamente US$ 8 milhões.

Ele é um pouco mais complexo do que o Cubetto e permite as crianças programarem tanto o deslocamento dos robôs quanto seus braços mecânicos. Nesse caso, a programação não é feita analogicamente, mas em vários aplicativos desenvolvido especialmente para os pequenos. O produto já está à venda e, o pacote completo, sai por US$ 280. Veja mais no vídeo abaixo:

E você compraria o brinquedo de programação para seu filho? Comente abaixo.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence