Duolingo revela quais idiomas o mundo quer aprender
Duolingo
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Educação

Duolingo revela quais idiomas o mundo quer aprender

Camila Luz em 13 de maio de 2016

O Duolingo, um dos principais aplicativos de ensino de idiomas, revelou quais são as línguas mais estudadas em cada país. A primeira conclusão foi óbvia: inglês domina boa parte do mundo. Mas também há dados bem curiosos: na Suécia, pessoas querem aprender sueco. Na Argentina, diferente do resto da América Latina, a população quer estudar italiano.

Leia mais: Para pesquisadores europeus, virar bilíngue transforma sua visão de mundo

O Duolingo tem 120 milhões de usuários em todo o planeta e ensina 19 idiomas diferentes. O aplicativo contabilizou dados dos 194 países do mundo para entender qual é a língua mais buscada em cada região.

O mundo quer aprender três idiomas

Em dois terços do planeta, inglês é o idioma mais buscado. Veja o mapa abaixo:

Mapa Duolingo: Línguas mais buscadas em cada país

Foto: Reprodução Duolingo

Inglês é o idioma mais procurado em 116 países. Francês e espanhol quase empataram na segunda posição: o primeiro com 35 nações e o segundo com 32. Alemão é a língua mais procurada em nove locais, seguida por sueco, italiano e turco, que dominam um país cada.

O aplicativo também descobriu que, em 94 países, metade dos usuários buscam por inglês. América Latina, Oriente Médio e Leste Europeu são as regiões com as maiores porcentagens. Além disso, quando todos os 194 países são considerados, o inglês é estudado por 53% dos usuários.

Neste outro mapa, o Duolingo mostra quais são os segundos idiomas mais buscados em cada lugar do globo:

Mapa Duolingo: Segundas línguas mais buscadas em cada país

Foto: Reprodução Duolingo

Os dados indicam que o francês é a segunda língua  mais buscada em 77 países, seguida pelo espanhol, segunda mais popular em 57 locais. O resto do pódio é formado por alemão (29), inglês (13), português (10), italiano (5), sueco (1), norueguês (1) e holandês (1).

O aplicativo também revela que francês é bastante procurado na África. Na Nigéria e Serra Leoa, metade dos habitantes querem aprender o idioma.

Já o espanhol é bastante buscado em lugares onde o inglês é o idioma nativo, como América do Norte, países do Caribe, Jamaica e Trinidade e Tobago. Nessas regiões, 60% dos usuários querem aprender a língua latina.

Quais países estão aprendendo alemão?

Depois do inglês, espanhol e francês, alemão é a língua mais buscada no Duolingo. A região dos Bálcãs concentra o maior número de usuários interessados em aprender alemão. Isso ocorre, provavelmente, por se concentrar perto de países como Alemanha, Áustria e Suíça, onde o idioma é oficial.

mapas do mundo onde se aprende alemão

foto: Reprodução Duolingo

Mas o alemão também aparece em lugares inusitados. Cerca de um terço dos habitantes da Namíbia, na África, buscam pelo idioma no aplicativo. O país foi colônia da Alemanha e, até 1990, a língua germânica era oficial.

Alemão é o segundo  idioma mais procurado no Irã e na Indonésia. A Alemanha investiu em relações científicas e acadêmicas com o país do Oriente Médio. Muitos dos cientistas iranianos foram treinados em centros alemães e, por isso, precisaram dominar a língua.

No caso da Indonésia, o alemão se destaca porque a Alemanha é o destino da maioria dos estudantes que querem fazer intercâmbio na Europa. O próprio presidente atual do país asiático, B.J. Habibie, foi educado na nação europeia.

Duolingo ajuda imigrantes e locais que precisam aprender o idioma do país

O Duolingo explica que o sueco deve ser a língua mais buscada na Suécia por causa do alto número de imigrantes que entraram no país recentemente. Um em cada seis residentes da nação europeia nasceram fora dela, segundo dados contabilizados em 2015.  A maioria desses estrangeiros veio do Afeganistão e Síria. Recentemente, o aplicativo lançou um curso de sueco para pessoas que falam árabe.

A Noruega é outro país nórdico que recebeu muitos imigrantes recentemente. Por isso, o norueguês é o segundo idioma mais buscado na região.

Nos Estados Unidos, ocorre um fenômeno parecido: 13,1% da população total é formada por estrangeiros. Mais de 20% de todos os habitantes do país falam uma língua diferente do inglês quando estão em casa. Cerca de 25 milhões de pessoas não falam inglês com fluência nos EUA. Essa é a segunda língua mais buscada no país.

Mas não são apenas imigrantes que precisam de auxílio para aprender a língua local. Na Índia, por exemplo, apenas 10% da população nascida no país fala com fluência o inglês. O idioma é usado na educação, em universidades, na política e no mercado de comunicação. Indivíduos que não o dominam têm acesso limitado a empregos e serviços básicos.

Outros países enfrentam o mesmo problema. Em Angola e Moçambique, poucos habitantes falam o português, que é língua oficial. Nos dois países, o idioma é o segundo mais popular entre usuários do Duolingo.

E os argentinos, por que querem aprender italiano?

Na América Latina, a língua mais buscada é o inglês. No Brasil, a segunda é o espanhol e, nos demais, português ou francês. Mas a Argentina é diferente do resto dos vizinhos: os usuários do Duolingo querem aprender inglês e, depois, italiano!

O país latino recebeu grande número de imigrantes vindos da Itália entre os séculos 19 e 20. Hoje, 63% da população tem algum grau de descendência italiana, o que desperta o interesse dos argentinos em aprender o idioma falado por seus ancestrais. Além da possibilidade de morar na Itália graças ao passaporte europeu a que grande parte dos descendentes de italiano têm direito.

via GIPHY

 

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence