Como cientistas querem acabar com a cegueira até 2020
cegueira
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Saúde

Cientistas querem acabar com a cegueira até 2020, mas quão perto estão disso?

Kaluan Bernardo em 19 de setembro de 2016

Uma em cada 200 pessoas é cega. São 39 milhões de cidadãos que não podem enxergar. Ainda há 246 milhões com sérios problemas de visão. Muitas vezes são doenças degenerativas ou genéticas que não têm cura. Mas pesquisadores querem mudar o cenário e encontrar a cura para a maioria dos tipos de cegueira até 2020.

homem acompanhando mulher cega com cão guia

Foto: Istock/Getty Images

Essa é a meta, por exemplo, de Sanford Greenberg, que perdeu sua visão quando era adolescente. Hoje ele tem um projeto chamado “End Blindness 20/20” (fim da cegueira 20/20, em português), que oferece US$ 3 milhões em ouro para quem conseguir encontrar uma cura.

O Instituto Nacional do Olho, nos Estados Unidos, também pretende encontrar alguma solução para esse tipo de disfunção. Por isso, está investindo US$ 12,4 milhões em pesquisas que possam desenvolver tecnologias que contenham a cegueira.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) fez parceria com a Agência Internacional para a Prevenção da Cegueira e criou o projeto “Vision 2020” (visão 2020, em português). Eles têm como meta, até 2020, conseguir “eliminar as principais causas de todas as cegueiras que podem ser previstas e tratáveis”. Para isso, organizações, engenheiros, cientistas e médicos apostam em dois principais caminhos: bioengenharia e células tronco.

Como os cientistas estão tentando curar a cegueira

Jean Bennett, da Universidade da Pensilvânia, estuda junto com uma equipe, há mais de 20 anos, tratamentos genéticos para o olho. Ela já conseguiu resultados em alguns pacientes ao substituir mutações genéticas por genes saudáveis, como mostra uma reportagem da revista National Geographic.

Muitas pesquisas semelhantes estão sendo feitas com célula tronco, na esperança de que elas também consigam copiar genes bons e substituir ou reviver tecidos prejudicados nas retinas.

médico examinando olhos de mulher

Foto: Istock/Getty Images

Outros pesquisadores, no entanto, caminham por um lado mais tecnológico e desenvolvem retinas biônicas. Elas funcionam com microchips que substituem as células defeituosas nas retinas, coletando e amplificando a luz e fazendo com que pessoas que nunca enxergaram agora tenham visão em baixa definição.

A revista FastCompany relata que a Universidade de Vanderbilt, que faz parte do programa do Instituto Nacional do Olho, está tentando usar células de apoio para imitarem fotorreceptores oculares, responsáveis por codificar a luz para o cérebro.  Esse é um processo que o peixe-zebra, por exemplo, consegue fazer. A esperança desses e outros cientistas é imitar, em humanos, outros processos de animais que são capazes de regenerar células oculares.

Leia também:
Como a inteligência artificial pode ajudar a salvar a visão de pacientes
Como a edição de genes poderá salvar vidas em breve

Cura para a cegueira pode levar a outros tratamentos

Há alguns motivos especiais para os cientistas focarem nos olhos como ferramentas de tratamento genético e de bioengenharia. O olho tem um sistema imune mais poderoso que a maioria dos órgãos e permite que os cientistas façam tratamento neles com menos riscos de causar inflamações e prejudicar o resto do corpo.

Além disso, a retina, visível pela pupila, é um emaranhado de neurônios ligados ao cérebro — permitindo que os cientistas estudem, com rigor, as respostas neurais. Os olhos ainda oferecem uma série de feedbacks, como dilatação da pupila e atividades elétricas no nervo ótico, facilitando os estudos.

Mais do que uma janela, os olhos também são uma janela para o futuro da medicina. Ao fazerem diversas pesquisas com célula-tronco e entenderem o funcionamento de componentes eletrônicos que substituem células defeituosas, a esperança dos pesquisadores é de que, em um futuro próximo, a cura para a cegueira possa levar a uma série de outros tratamentos semelhantes em outros órgãos.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence