Provável ancestral mais antigo do ser humano é encontrado na China
ancestral
Foto: Jian Han, Northwest University, China
Inovação > Saúde

Provável ancestral mais antigo do ser humano é encontrado na China

Camila Luz em 31 de janeiro de 2017

Quando você pensa em um antepassado da raça humana, qual imagem vem à sua cabeça? Corpo peludo, braços longos e feições de macaco? Pesquisadores encontraram na China vestígios fossilizados do que provavelmente é nosso ancestral mais antigo – e ele sequer tem membros.

O Saccorhytus coronarious é uma criatura pré-histórica minúscula. Tem corpo em forma de bolsa, uma boca gigantesca e não tem ânus. Apesar de ter vivido há cerca de 540 milhões de anos, é o ser mais antigo a fazer parte de um grupo chamado “deuterostômios”, que inclui vertebrados, como o ser humano, e invertebrados, como a estrela-do-mar.

LEIA MAIS
Como a evolução será tecnológica e não mais biológica
LEIA MAIS
Antibiótico achado no nariz pode ser método de combater doenças

Segundo o jornal The Guardian, é improvável que essa criatura seja nosso antepassado direto. No entanto, os cientistas afirmam que provavelmente é muito similar ao ser que deu origem à nossa linhagem. Por isso, a descoberta do fóssil nos ajuda a entender os estágios iniciais de nossa evolução.

“De fato, o que estamos sugerindo aqui é que este é o mais antigo, o mais primitivo dos deuterostômios”, disse Simon Conway Morris, professor de paleobiologia da University of Cambridge (Reino Unido) e co-autor da pesquisa, ao The Guardian. “Isto é o ponto de partida de uma evolução que conduziu à coisas tão diferentes, como um ouriço-do-mar, uma estrela-do-mar e um coelho”, completa.

O ancestral e a evolução

Descoberta no condado de Xingiang, na China central, a espécie foi denominada Saccorhytus coronarious por ter corpo em formato de saco, ser globular e ter boca grande. Com apenas um milímetro de comprimento, acredita-se que os minúsculos animais viviam no leito do mar, onde ficavam aninhados entre grãos de areia.

“Quando você olha para eles sob o microscópio, se parecem com minúsculos grãos de arroz preto. Francamente – eles são bastante desinteressantes – mas assim que você os coloca sob o microscópio eletrônico, o detalhe torna-se absolutamente fenomenal”, disse Morris.

Ancestral

Foto: Reprodução

Ao lado de pesquisadores chineses, Morris publicou os achados em um artigo na revista Nature. Entre os detalhes revelados, estão uma série de dobras ou rugas em torno da boca do animal que, segundo os autores, poderiam ter permitido que se dilatasse para engolir presas relativamente grandes.

O estudo também afirma que a criatura tem simetria bilateral, ou seja, duas metades simétricas – característica que pode ter sido herdada por humanos. Ela também tinha pele fina e flexível, além de estruturas cônicas pelo corpo, por onde a água engolida durante a alimentação provavelmente escapava.

O mais intrigante, no entanto, é a falta de ânus. Morris admite que é possível que a equipe simplesmente não tenha o encontrado. Mas ele aponta que outras criaturas, como alguns invertebrados microscópios, também não apresentam o orifício. “Essas coisas são tão pequenas, você pode imaginar algo como um saco digestivo com sacos buracos do lado”, explica.

Imran Rahman, pesquisador do Oxford University Museum of Natural History (Reino Unido), descreveu as descobertas como “excitantes”. “São fósseis realmente interessantes e surpreendentes. Eles têm o potencial de melhorar muito a nossa compreensão da evolução inicial dos deuterostômios, que são o maior grupo ao qual pertencem os vertebrados – incluindo os seres humanos”, afirma. “Portanto, obviamente serão importantes para a compreensão da nossa história evolutiva”, finaliza.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
ESCOLHA DO EDITOR
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 12 [3] => 237 [4] => 97 [5] => 249 [6] => 222 [7] => 62 [8] => 157 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 173 [22] => 238 [23] => 175 [24] => 92 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence