Como um pijama pode mudar a vida de crianças com paralisia cerebral
paralisia
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Saúde

Como um pijama especial pode mudar a vida de crianças com paralisia cerebral

Kaluan Bernardo em 3 de fevereiro de 2017

Cientistas da Universidade de Oklahoma, nos Estados Unidos, estão criando um pijama  especial que poderá ajudar crianças sob o risco de terem paralisia cerebral desenvolverem habilidades cognitivas e motoras.

O pijama é equipado com 12 sensores que chegam a captar informações 50 vezes por segundo. Eles são acoplados a uma estrutura com três rodas que ajudam a criança a fazer o movimento que ela quer. A invenção também possui uma inteligência artificial que aprende qual a intenção da criança para ajudá-la a se mover naquela direção. Se ela quer movimentar o pé traseiro e ir para frente, mas não tem força suficiente, o robô dá um pequeno empurrão.

O nome oficial da tecnologia é “Engatinhador Alimentado e Suspenso Auto-Iniciado” (SPCC, na sigla em inglês). Ele é importante para evitar que a criança desenvolva paralisia cerebral. O ato de engatinhar é um processo de educação baseado em recompensas. Quando a criança tenta se mover, mas não consegue, em algum momento o cérebro desiste e não desenvolve mais as habilidades motoras, o que pode impactar na sua evolução física.

 

Lutando contra a paralisia cerebral, um passo por vez

A paralisia cerebral envolve uma série de problemas neurológicos que afetam os movimentos e a coordenação dos músculos. Ela pode ser causada por uma série de fatores na infância, como dano cerebral durante o parto, infecções e traumas. Normalmente, a condição não é detectada até o primeiro aniversário da criança.

A habilidade de se movimentar é importante também para o desenvolvimento do cérebro. Conforme a criança passa a explorar o mundo em volta dela, ela cria novas sinapses e desenvolve habilidades cognitivas relacionadas à noção espacial, resolução de problemas e percepção de profundidade.

Thubi Kolobe, uma terapeuta física da Universidade de Illinois, também nos Estados Unidos, desenvolveu um teste para prever quais crianças têm mais chances de desenvolver paralisia cerebral ou outros problemas cognitivos. Com o poder de identificar os grupos de risco, ela começou a desenvolver uma solução para tentar reverter o cenário em crianças que tem entre dois e oito meses de idade – que é quando ela começa a chutar, se movimentar e até engatinhar.

LEIA MAIS
Conheça 4 grandes dilemas de ética da ciência
LEIA MAIS
Engenheiras criam exame de urina para fazer em casa

“Eu percebi que os bebês na unidade intensiva do neonatal podiam se mover um pouco. Eles chutavam, se mexiam e então chutavam novamente”, comenta Kolobe em comunicado à imprensa. “Quando eles ficavam mais velhos começavam mostrar cada vez menos movimentos. Então tentei encontrar formas de aproveitar esses movimentos que os bebês estavam fazendo antes e recompensá-los, porque esses bebês só ganham mais movimentos quando são bem-sucedidos”, resume.

Em 2003 ela se uniu aos pesquisadores da Universidade de Oklahoma para desenvolver um dispositivo que ajudasse a criança a ser recompensada pelos seus movimentos motores. Hoje a pesquisa é bancada pela Iniciativa Robótica Nacional, da Fundação Nacional de Ciência dos Estados Unidos.

Eles conseguiram fazer um grande teste piloto e agora seguem pesquisando com 56 crianças de idade entre quatro e oito meses. Há grandes desafios pela frente. Cada seção, com eletroencefalógrafos, gera 10 GB de dados sobre o cérebro. E os cientistas já conduziram mais de 1.000 seções.

Esses dados todos são complicados de se analisar. “Eletroencefalograma é um campo desafiador, com dados ruidosos, e quando você tem crianças se movendo bastante aumenta ainda mais o nível de ruído”, comenta Andrew Fagg em entrevista ao site IEEE Spectrum.

A pesquisa deverá caminhar por mais seis ou nove meses antes de entrar em uma nova fase de estudos em larga escala envolvendo várias universidades. Mas os resultados são promissores até agora.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
ESCOLHA DO EDITOR
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 12 [3] => 237 [4] => 97 [5] => 249 [6] => 222 [7] => 62 [8] => 157 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 173 [22] => 238 [23] => 175 [24] => 92 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence