Projeto no Pará incentiva produção de plantas medicinais
Freshly harvested thyme in hands
Foto: iStock/Getty Images
Inovação > Saúde

Projeto no Pará incentiva produção de plantas medicinais

Diana Assennato em 22 de abril de 2016

Óbidos é um município de 50 mil habitantes localizado no oeste do Pará, às margens do Rio Amazonas. Recentemente a cidade chamou a atenção do Incra (Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária) e do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário). O motivo? Um projeto que incentiva a produção de plantas medicinais. O objetivo? Gerar autonomia econômica para as mulheres da comunidade e fomentar a medicina natural.

A iniciativa é desenvolvida por um grupo de ao menos 100 mulheres na Pastoral da Criança do local. O grupo trabalha com o plantio e beneficiamento de ervas medicinais que sustentam uma mini farmácia na cidade.

Segundo Adriana do Carmo Soares, coordenadora da Pastoral, o projeto trabalha com ervas como hortelã, gengibre, sucuba, mastruz e folha da algodoeira. Em entrevista ao site da MDA, ela explicou que a iniciativa gera medicamentos para cerca de três mil famílias por ano. As mulheres participantes vivem nas zonas urbanas e rurais “A gente recomenda que cada voluntária tenha ervas medicinais em seu quintal”, conta.

 

Plantas medicinais em assentamentos

Célia Watanabe, diretora de Políticas para Mulheres Rurais do MDA, e Claudinei Chalito, superintendente do Incra no Pará, foram até o munícipio conhecer o projeto em março deste ano.

A visita dos gestores faz parte de um acordo feito entre o Incra e a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) para incentivar a produção de plantas medicinais e fitoterápicos em assentamentos.

Célia explicou que a parceria quer potencializar o trabalho das mulheres rurais que estão em assentamentos de reforma agrária ou nos seus entornos. “O intuito é incentivar a produção de plantas medicinais em seus quintais produtivos”, disse.

A produção das ervas medicinais é um meio de empoderar essas mulheres. Essa alternativa é válida para tirá-las de situações de pobreza.“Da parte do MDA, acompanhamos a participação das mulheres rurais, de forma geral, para possibilitarmos alternativas que ampliem sua capacidade de produção”, explica Célia.

O acordo ainda pretende incentivar a produção sustentável. O uso abusivo de agrotóxicos e sementes transgênicas tem chamado a atenção de organizações e órgãos políticos pelo risco que oferece à saúde e ao meio ambiente.

Agrotóxicos podem contaminar plantações e o solo quando usados de forma incorreta. Alimentos transgênicos são alterados geneticamente e, por isso, podem causar reações inesperadas no corpo humano, como alergias e resistência a antibióticos.

Plantas medicinais, por outro lado, são alternativas sustentáveis. Seu manejo não traz grandes prejuízos para o meio ambiente. O seu uso está previsto pelo SUS (Sistema Único de Saúde) desde 2008.

Plantas medicinais na história

O uso de plantas como medicamentos é provavelmente tão antigo quanto o homem. Antes do surgimento da escrita, o ser humano já usava ervas com fins alimentares e medicinais.

A medicina das ervas foi a única medicina em culturas antigas, como a egípcia, por exemplo. Plantas eram usadas para embalsamar mortos ou produzir remédios. Na China, em 3700 a. C., foi feito o tratado medicinal mais antigo sobre o assunto, escrito pelo imperador Shen Wung. Séculos depois, durante a Idade Média, monges plantavam ervas medicinais ao redor dos mosteiros.

No Brasil, a cultura indígena é dona de conhecimentos riquíssimos sobre as propriedades das plantas medicinais. O país possui, também, a Amazônia, que é rica em espécies. Entretanto, o uso de ervas para a produção de remédios ainda é pouco difundido por aqui.

O que você pensa sobre o assunto? Acredita no uso de plantas medicinais? Dê a sua opinião.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 172 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence