Aeroportos flutuantes podem virar realidade em breve
aeroportos flutuantes
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Tecnologia

Aeroportos flutuantes podem virar realidade em breve

Pedro Katchborian em 10 de setembro de 2016

Aeroportos precisam de quilômetros e mais quilômetros de espaço para funcionar. Com a escassez de áreas tão grandes e um amplo crescimento populacional em todo o mundo, surgiu uma oportunidade para o pouso e decolagem de aviões: os aeroportos flutuantes. Em busca de alternativas, surgiram alguns projetos que vislumbram obras para os aeroportos ocuparem os mares.

A ideia não é nova: aliás, há registros de projetos que datam de 1935 segundo artigo da revista Popular Mechanics. “Aeroportos flutuantes devem ser colocados entre a América e a Europa para prover um fator adicional de segurança em viagens transoceânicas”, diz o artigo.

Em 1995, 17 empresas japonesas privadas formaram a Technological Research Association of Mega Float com o apoio do governo do Japão. A ideia era criar um aeroporto no baía de Tóquio, em um projeto chamado Tóquio Mega Float. O projeto tinha uma estrutura flutuante de 4 quilômetros e até foi feito um protótipo em menor escala, de 1 quilômetro. Na ocasião, testes foram feitos e comprovou-se que o local poderia abrir para os aviões. Mesmo assim, o projeto não foi à frente e a estrutura foi desmontada.

Apesar do fracasso em Tóquio, é no Japão que fica um aeroporto flutuante que realmente funciona. Construído em uma ilha artificial, o Aeroporto Internacional de Kansai, em Osaka, iniciou suas operações em 1994. Em 2001, o local foi considerado pela Sociedade dos Engenheiros Civis dos Estados Unidos como um dos Monumentos do Milênio.

Leia mais:
7 espaços abandonados que viraram parques
Micro hotéis são tendência e concorrem com Airbnb e hostels

Como diz a CNN, o problema dos aeroportos flutuantes não é a aplicação da tecnologia e sim econômico. As gigantes plataformas de petróleo dão o exemplo. “A indústria do petróleo demonstrou que qualquer obstáculo pode ser colocado de lado”, afirma o artigo. O mesmo poderia acontecer com os aeroportos flutuantes, mas é preciso investir, e investir alto.

Alem da iniciativa no Japão, há outros projetos que ainda não saíram do papel em San Diego e Londres, sendo que há um terminal do Achmad Yani International Airport, em Jacarta, que está em construção e será flutuante. 

Os projetos de aeroportos flutuantes

 

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence