Alemanha propõe caixa-preta em carros autônomos
model s_carros autonomos
Model S, Tesla. Foto: Divulgação
Inovação > Tecnologia

Alemanha propõe caixa-preta em carros autônomos

Pedro Katchborian em 5 de agosto de 2016

Com a popularização de modelos da Tesla Motors, empresa de Elon Musk, a legislação dos carros autônomos começa a ser debatida de maneira mais intensa. O acidente fatal envolvendo o Model S, da Tesla, na Flórida, nos Estados Unidos, aconteceu quando o automóvel estava no modo de piloto automático e matou o motorista. Logo, a tragédia motivou uma discussão na Alemanha: Alexander Dobrindt, ministro dos transportes do país, propõe que as montadoras dos carros autônomos coloquem uma caixa-preta no veículo para determinar de quem é a culpa em um acidente.

A proposta alemã ainda exige que motoristas fiquem o tempo todo sentados ao volante, para que possam intervir em uma emergência, a chamada “atenção mínima”. A ideia é que a proposta seja mandada para aprovação ainda neste ano.

A medida impacta um mercado em potencial para os carros autônomos. Empresas como Volkswagen, Daimler e BMW tem sede no país e, por isso, o governo deseja que o local seja pioneiro no ramo dos carros autônomos. A Volkswagen acha que a tecnologia pode ser uma maneira de renovar a marca e a Mercedes-Benz já traçou como objetivo colocar caminhões autônomos nas ruas até 2025.

A chanceler Angela Merkel já demonstrou interesse em explorar esse mercado. Em abril deste ano, ela disse que pretende liberar as ruas de Berlim para testes com carros autônomos.

Como é a legislação dos carros autônomos

A China foi outro país que usou o acidente fatal envolvendo o Tesla para debater as regras no país. De acordo com uma matéria da Bloomberg, o país baniu temporariamente os testes com carros autônomos. A intenção é estudar e propor uma legislação antes que ocorram acidentes. Segundo o governo do país, as leis já estão sendo redigidas e podem se tornar oficiais em breve.

Leia mais:
Por que a Tesla é a grande promessa dos carros elétricos
Olli, um ônibus autônomo que é feito com impressão 3D

Nos Estados Unidos, não existe uma lei federal que regule os carros autônomos. O estado da Califórnia é o que está mais próximo de ter uma regulamentação oficial: o governo aprovou testes com carros autônomos em maio de 2014 e em dezembro de 2015 fechou algumas normas que devem ser seguidas: o motorista deve sempre estar ao volante para poder ter controle do carro de maneira imediata. Um dos trechos diz:

O operador será responsável por monitorar a operação segura do carro em todos os momentos e deve ser capaz de tomar o imediato controle do veículo no evento de uma falha da tecnologia autônoma ou de outra emergência.

Na Califórnia, onze companhias já tem permissão para fazer testes com veículos: entre elas estão a Mercedez Benz, BMW, Ford, Nissan, Honda, Tesla e Google. A ideia mais otimistas das empresas é que em 2017 alguns desses veículos já estejam nas ruas nas mãos de consumidores em geral. O governo californiano considera algumas vantagens dos veículos autônomos. Entre elas estão a diminuição do trânsito, menos poluição, além de mais segurança nas rodovias. As leis na Califórnia devem servir de exemplo para o restante do país.

No Brasil, também não há uma legislação que detalhe a possibilidade dos carros autônomos estarem nas ruas e estradas ou não. A Volvo colocou o Brasil como uma dos possíveis mercados que poderão receber os veículos que se dirigem da montadora em 2018. Aí sim o debate deve começar.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence