Especial Dia da Lua: um pouco da nossa conquista do Espaço
homem lua
Imagem: Nasa/Divulgação.
Inovação > Tecnologia

Especial Dia da Lua: um pouco da nossa conquista do Espaço

Kaluan Bernardo em 20 de julho de 2016

Há 47 anos Neil Armstrong dava um pequeno passo para o homem e um grande passo para a humanidade. Dia 20 de julho é considerado o “Dia da Lua” e comemora a data que a Apollo 11 pousou na lua.

Alguns acreditam que isso nunca aconteceu e que tudo não passa de uma farsa do governo estadunidense dirigida por Stanley Kubrick. Teorias da conspiração à parte, a narrativa oficial é que fomos sim para a lua.

E é muito legal pensar que há quase 50 anos a Corrida Espacial aconteceu e nos proporcionou grandes feitos. Um importante capítulo do sonho do homem de conhecer o universo foi escrito no dia 20 de julho de 1969.

Muitos que estavam vivos na época se emocionam ao lembrar de quando viram a cena na televisão. David Bowie, por exemplo, se inspirou no momento para escrever a icônica “Starman”, na qual ele conta que há um homem estelar nos esperando no céu”.

Para comemorar o Dia da Lua, reunimos diversos conteúdos que escrevemos sobre as pequenas conquistas que tivemos na exploração espacial desde então. Confira abaixo:

Por que enviar Juno a Júpiter é um dos feitos mais difíceis da Nasa

Recentemente, a sonda Juno chegou à órbita de Júpiter. A Nasa declarou que foi uma das coisas mais difíceis que ela já fez. De fato, o desafio de fazer uma sonda de R$ 1,1 bilhão viajar cinco anos por mais de 778 milhões de quilômetros é grande. A recompensa também: além de nos oferecer belas imagens do maior planeta do nosso Sistema Solar, Juno nos ajudará a entender mais sobre a formação de todos os outros planetas do Sistema e como funcionam os campos magnéticos e as radiações do planeta gasoso.

Por que a nova Corrida Espacial é privada, não pública

A Nasa enviou o homem à Lua quando estava disputando com os russos para ver quem estava na vanguarda das tecnologias espaciais. Enquanto os soviéticos foram os primeiros a enviarem astronautas para o espaço, os americanos revidaram enviando-os para o satélite.

No entanto, após o fim da Guerra Fria, os incentivos para a exploração espacial bancada pelo estado foram caindo. Isso unido à perpetuação do capitalismo, fez o interesse pela exploração espacial passar, aos poucos, das mãos de agências públicas para privadas. Consequentemente, a nova Corrida Espacial não é mais de Estados Unidos contra União Soviética, mas sim uma disputa entre empresas como SpaceX (de Elon Musk) e Blue Origin (de Jeff Bezos).

Como Elon Musk quer nos levar a Marte com a SpaceX

Falando em Elon Musk, nós já detalhamos alguns dos planos da SpaceX. A empresa é tão ousada quanto seu fundador (que também já criou a Tesla, o PayPal, a Solar City, entre outras) e quer nos levar a Marte até 2030.

Para isso, o primeiro passo é investir em foguetes reutilizáveis, capazes de saírem do planeta, voltarem e pousarem intactos. É um desafio em tanto. Porém, a SpaceX já conseguiu fazer algumas vezes, de formas incríveis, e parece liderar a nova corrida espacial.

Vida em Marte: cientistas conseguem cultivar em terrenos que imitam planeta e Lua

Quando chegarmos em Marte, no entanto, surgirão uma série de outros desafios. Um dos mais simples deles será comer. Como você pode imaginar, transportar comida da Terra para lá será caro. E, caso as pessoas precisem passar longas temporadas no Planeta Vermelho, é bom que elas consigam plantar por lá.

Por isso, cientistas já estão estudando como cultivar vegetais em terrenos semelhantes ao da Lua e ao de Marte. O processo é complexo, mas também tivemos bastante sucesso. Os vegetais plantados nos solos artificiais cresceram bem e com uma aparência boa. Resta saber se é seguro comê-los.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
  • MP Teodoro

    Uma indicação cinematográfica cheia de referências: Lunar (Moon), dirigido por Duncan Jones, filho de David Bowie e estrelado por Sam Rockwell (Que fez uma espécie de Elon Musk evil em Homem de Ferro 2) e Kevin Spacey (Que já viveu um homem do espaço em K-Pax), sobre a última semana da missão do funcionário (Rockwell) de uma mineradora que opera no lado escuro da Lua e suas crises existenciais ao lado do robô Gerty (SPACEy).

Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence