Como Elon Musk quer nos levar a Marte com a SpaceX
SpaceX, de Elon Musk
Foto: Reprodução/SpaceX
Inovação > Tecnologia

Como Elon Musk quer nos levar a Marte com a SpaceX

Kaluan Bernardo em 13 de maio de 2016

Em 1971, David Bowie se perguntava se havia vida em Marte. Por enquanto, não achamos nenhuma evidência sobre isso. Mas, graças a Elon Musk e sua empresa SpaceX, daqui a alguns anos poderemos ir até lá e conferir por nós mesmos.

Na verdade, talvez possamos até mesmo passar as férias no planeta vermelho e encontrar aquele primo que você não via há muito tempo. Isso porque, na visão da empresa, e de muitos entusiastas, em alguns anos será possível povoar Marte.

Elon Musk, caso você ainda não o conheça, é um dos empreendedores mais ousados de nossos tempos. Ele é criador do PayPal, um dos principais sistemas de transferência de dinheiro na internet. Ele também é dono da Tesla Motors, empresa que está disputando a corrida pelos carros elétricos, e fundador de uma das maiores produtoras de painéis de energia solar do mundo, a Solar City. Falamos muito mais sobre sua biografia aqui.

Leia mais: por que a Tesla é a promessa dos carros elétricos

OK, carros elétricos são legais. Transferir dinheiro pela internet e produzir energia solar também. Mas ir para o espaço e prometer levar pessoas comuns a outros planetas é muito mais. A pergunta é: como a SpaceX quer revolucionar o mundo dos foguetes?

Ir para o espaço é caro. Muito caro. Em parte porque a maior parte da nave é destruída em seu retorno à Terra — ou seja, a cada viagem, uma nova precisa ser construída. E é essa equação que a SpaceX está mudando.

Em dezembro de 2015 ela enviou ao espaço o Falcon 9, que levou consigo 11 satélites à órbita baixa da Terra. Chegando lá, desprendeu de sua parte inferior e voltou ao solo, conseguindo pousar na vertical. Em abril de 2016 a empresa conseguiu algo ainda mais difícil: pousou em uma plataforma em cima do mar. Veja no vídeo abaixo:

Um foguete como o Falcon 9 tem custo estimado em US$ 54 milhões (desconsiderando os custos de pesquisa e desenvolvimento). Ao evitar que o projeto seja destruído ao pousar, evita-se desperdiçar todo esse dinheiro.

Ao economizar tanto na viagem, Musk acredita estar dando um passo ao turismo no espaço. Mas, muito mais do que isso, ele quer fazer as pesquisas de exploração ficarem muito mais baratas, até o ponto em que possamos começar a estudar e, quem sabe, colonizar outros planetas.

Musk e a SpaceX não estão sozinhos nessa corrida. A Blue Origin, de Jeff Bezos, dono da Amazon e Washington Post, também já conseguiu pousar um foguete. Mas o deles viajou apenas 100 km. A Virgin Glatic, de Richard Branson, fundador do grupo Virgin, também está tentando — mas, da última vez, o pouso deu errado e o piloto da nave morreu.

E por que a SpaceX quer ir para outros planetas?

Em setembro de 2014, em parceria com a Boeing, a SpaceX se tornou a primeira empresa privada a levar um astronauta para a Estação Espacial Internacional. Hoje, ela ganha dinheiro fazendo e vendendo pequenos foguetes. Mas Musk tem uma promessa: deixará o capital da companhia aberto quando começar a fazer viagens para Marte.

E por que tanto esforço para ir para outro planeta? Para Musk é tudo uma questão de Plano B. “Acredito que há um argumento humanitário muito forte para fazer a vida multi-planetária. É para garantir a existência da humanidade caso algo catastrófico aconteça”, disse o empreendedor ao site Aeon.

via GIPHY

A Terra e Marte se alinham a cada 26 meses. Quando isso acontece, a distância entre os dois planetas é de aproximadamente 57,9 milhões de quilômetros — 150 vezes mais longe que a Lua. A próxima vez que acontecerá será em 2018 — provavelmente muito cedo para levarmos alguém à Marte. Mas, até 2030, Musk acredita que será possível.

Mais do que chegar a Marte, há muitos outros desafios para colonizá-lo. O principal, é claro, seria transformar o planeta em um lugar habitável — algo quase inimaginável hoje. Musk acredita que conseguiremos resolver isso em um século. Até conseguirmos transformar Marte em nossa segunda casa, é primordial cuidar da Terra e nossa vida aqui. Precisamos, no mínimo, sobreviver ate lá.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence