Tecnologia na agricultura: conheça o FarmBot, o robô plantador
Farmbot_3
Robô Farmbot. Foto: Divulgação
Inovação > Tecnologia

Tecnologia na agricultura: conheça o FarmBot, o robô plantador

Kaluan Bernardo em 26 de julho de 2016

Engenheiros estadunidenses criaram o FarmBot, um robô com sistema aberto, que pretende popularizar a tecnologia no campo e trazer técnicas da agricultura de precisão a pequenos produtores.

A tecnologia para agricultura de precisão, quando bem empregada, ajuda a melhorar o plantio e a colheita ao passo em que se reduz a necessidade de agrotóxicos. Consequentemente, a tecnologia pode deixar o campo mais sustentável e produtivo.

Esse é o objetivo dos criadores da FarmBot, que querem criar um robô de US$ 1 mil para substituir equipamentos de US$ 1 milhão e levar esses benefícios também aos pequenos produtores. Veja no vídeo abaixo, um pouco do que a FarmBot faz:

A máquina é capaz de plantar sementes de 33 espécies diferentes, regá-las com precisão, permitindo assim o plantio diversificado. O espaço para o cultivo, a quantidade de água e os cuidados específicos de cada vegetal são calculados automaticamente pelo software.

Não é necessário ter conhecimento técnico para operar a máquina. Tudo é controlado por um aplicativo que lembra o jogo Farmville e pode ser acessado pelo smartphone ou computador. Ele ajuda você a acompanhar sua plantação, saber a hora de regar, quais fertilizantes usar e quão saudáveis estão as plantas. O sistema também monitora as condições climáticas para melhor controlar a plantação.

Tecnologia aberta na agricultura

O robô é construído com Arduino e Raspberry Pi em uma arquitetura de sistema aberto. Isso significa que qualquer um pode baixar o projeto em sua casa e construir o seu. Ou que qualquer empresa pode fabricar e vender. O mesmo vale para o sistema, que pode ser melhorado pela comunidade de usuários. A maioria dos componentes, inclusive, podem ser feitos em impressoras 3D.

“Se outras empresas começarem a produzir e vender, isso será um sinal de sucesso”, diz Rory Aronson, criador da FarmBot, em entrevista à revista Wired. “Se em algum ponto eu puder me afastar do projeto e ele continuar se autossustentando, então eu poderei considerá-lo bem sucedido”.

Foto: Divulgação

Ilustração do FarmBot. Foto: Divulgação

Leia também:
Livros para crianças ensinam sobre diversidade e sustentabilidade
5 startups inovadoras em sustentabilidade

O fato de o negócio ser aberto também permite que qualquer um que deseje possa melhorar as função do robô ou ainda personalizá-lo com uma metodologia especial para um terreno específico, por exemplo.

O sistema ainda está em fase de protótipo e está em pré-venda por  US$ 3 mil. Eles dizem que a ideia no futuro é que, para construir seu próprio FarmBot, o indivíduo não gaste mais de US$ 1 mil.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 157 [3] => 12 [4] => 237 [5] => 97 [6] => 249 [7] => 222 [8] => 62 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 173 [22] => 238 [23] => 175 [24] => 236 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence