Afinal, o que é o FOMO e como podemos evitá-lo?
FOMO
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Tecnologia

O que é FOMO e como podemos evitá-lo?

Pedro Katchborian em 26 de outubro de 2016

“A inquieta sensação de que você está perdendo algo que os seus colegas estão fazendo, provavelmente algo melhor do que você está fazendo”. Essa é definição de FOMO (Fear of missing out ou medo de ficar por fora, em tradução livre), segundo estudo feito pelo departamento de Psicologia da Universidade de Essex e que detalha um pouco desse recente problema comportamental. De acordo com a mesma pesquisa, cerca de 75% dos adultos já passaram pela situação.

Essa fenômeno é explicado pelo exagero de vezes que você dá uma olhada no celular. E, segundo um outro estudo, feito pela Nottingham Trent University, você olha a tela do celular por mais de 100 vezes ao dia. E não venha com a desculpa de que é para ver o horário: a maioria das vezes é uma conferida rápida no WhatsApp e no Facebook — só para se certificar de que você não está perdendo nada. É o pânico de não ter uma janela para um mundo online ou a ansiedade de ficar algumas horas sem internet no smartphone.

Como define Eric Barker na revista TIME, é uma maneira de “fazer a roda digital do hamster continuar girando para se sentir bem consigo mesmo”, explica. “É só um sintoma da vida moderna? Não é nada demais? Ou está nos falando algo que deveríamos saber? A má notícia é que, segundo pesquisas, FOMO é um problema comportamental real”, conta ele.

Uma das razões dos FOMO, segundo o primeiro estudo, é a infelicidade. “Nossas descobertas mostram que aqueles com níveis baixos de satisfação tendem a ter níveis mais alto do medo de ficar por fora”, dizem os autores do estudo.

Ou seja: a pessoa já não está lá muito bem. O que ela faz? Checa o Facebook para ver o que os outros estão comentando ou fazendo, para comprovar que os outros estão se divertindo mais do que ela.

A pesquisa ainda foi capaz de compreender algumas características de pessoas com FOMO. O fenômeno faz pessoas checarem as redes sociais logo que acordam, antes de dormir e durante refeições. Alguém aí se identificou?

E o papel das redes sociais nisso tudo? Sabe quando você vê aquela foto de uma pessoa viajando, em alguma praia da Europa ou fazendo um mochilão pela América do Sul? É comum ter o pensamento: “ô, vida boa”, querendo estar no lugar da pessoa…Certo? É aí que entra o papel do Facebook no FOMO. Nós sabemos que a vida retratada nas redes sociais é um recorte perfeito da vida da pessoa e raramente retrata como é o cotidiano do indivíduo em questão. Mesmo assim, pesquisas mostram que nós temos a tendência de comparar as nossas vidas com as dos outros.

Afinal, o que é o FOMO?

O FOMO é uma condição de saúde? Um vício? Um fenômeno? Como é uma palavra recente e um problema de comportamento novo, é difícil dizer em que categoria entra o FOMO. Para Darlene McLaughlin, professora e psiquiatra na universidade Texas A&M, devemos tomar cuidado quando falamos sobre FOMO como uma doença. “FOMO certamente amplia a ansiedade e a depressão, mas precisamos tomar cuidado em enquadrar o FOMO como uma condição de saúde mental”, afirma. “FOMO é uma emoção gerada por pensamentos — que podem gerar o medo e ansiedade que levam a um diagnóstico de condição mental. É um sintoma de um problema maior”, explica.

Para a professora, o FOMO pode ser destruidor para alguém que já sofre com algum tipo de ansiedade ou depressão, já que alimenta a falta de confiança. Em uma sociedade em que 25% das pessoas tem algum tipo de sintoma de ansiedade, o FOMO pode desencadear e aumentar ainda mais esses problemas.

Como fugir do FOMO

Outra palavrinha que ganhou popularidade recentemente pode ser a solução para não ter FOMO: gratidão. Parece clichê e brega, mas outras pesquisas mostram que devemos ser gratos pelo o que temos — seja família, amigos ou pertences.

Para Eric Barker, a gratidão é a grande chave para a felicidade e para evitar o FOMO. “As inevitáveis comparações às vidas falsas no Facebook fazem você sentir que tem menos. Contemplar o que você já tem faz você sentir que tem mais”, completa.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 66 [13] => 67 [14] => 157 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence