7 games que abordam a depressão e também a ansiedade
depressao
Foto: Istock/Getty Images
Inovação > Tecnologia

7 games que tratam de depressão e também de ansiedade

Kaluan Bernardo em 27 de dezembro de 2016

Mais de 350 milhões de pessoas no mundo sofrem de depressão, segundo a Organização Mundial da Saúde, a OMS. É difícil, mas importante, uma pessoa saudável entender como se sente alguém com a desordem. Videogames podem ser uma forma de estabelecer essa ponte de diálogo.

Há anos psicólogos se uniram a desenvolvedores de games para criar técnicas que usam videogames para ajudar na terapia. E muitos estudos indicam que esse tipo de mídia realmente tem bons resultados no humor e na cognição.

Por isso, artistas e desenvolvedores de videogame trabalham para criar jogos que falam sobre depressão e outros transtornos mentais, como a ansiedade crônica. Os games podem ser úteis tanto para expressarem as dores das pessoas como para criar identificação e ajudar alguém se sentir melhor.

Games que abordam depressão e doenças psicológicas

Elude

Desenvolvido dentro do laboratório de games do Massachusetts Institute of Technology (MIT), o game tenta metaforizar a luta contra a depressão e a procura pela alegria. O jogador precisa procurar por “objetos de paixão” e passar por obstáculos emocionais em sua jornada. Além da proposta interessante, o game é um tanto belo e rico em detalhes.

“Ao trabalhar com os aspectos experimentais da mídia do videogame, o modelo metafórico de Elude para a depressão serve para chamar a atenção à realidade da depressão ao criar empatia com aqueles que vivem com depressão todos os dias”, explicam os desenvolvedores no site do game.

Depression Quest

Diferente de Elude, o game é muito menos visual. A narrativa é toda textual e você deve escolher seu próprio caminho enquanto vive na pele de alguém com depressão e que precisa equilibrar a doença, o trabalho, relacionamentos e tratamento.

O jogo foi desenvolvido por Zoe Quinn, que tem depressão. Infelizmente, acabou ficando mais conhecido pelos ataques que sua criadora sofreu após seu ex-namorado acusá-la de ter saído com jornalistas especializados em troca de críticas positivas. O caso desencadeou o Gamergate, no qual muitos trolls passaram a atacar a Zoe, mas também chamou a atenção para o machismo na comunidade gamer.

LEIA MAIS
Como a Women Up Games se tornou uma ferramenta de empoderamento feminino
LEIA MAIS
10 mulheres programadoras que revolucionaram os games

Actual Sunlight

Apresentado como “uma história curta e interativa sobre amor, depressão e a empresa”, o game também é apresentado principalmente em um texto sarcástico com pitadas de humor negro.

O game te coloca no lugar de Evan Winter, um canadense de colarinho branco que sofre de depressão e ansiedade social, mas deve lidar com os desafios profissionais do dia a dia. O jogo fala bastante sobre sexualidade e suicídio, portanto é apenas para maiores de idade.

Flower

Tal como “Elude”, ele tem um ótimo design. O game não fala especificamente na depressão, mas tem ajudado muitas pessoas a melhorarem graças a seu foco em experiências emocionais positivas. A ideia é ajudar a pessoas enquanto elas passeiam por cenários que parecem sonhos.

Sym

Apenas em preto e branco e com design simples, o game estilo plataforma te coloca no lugar de Josh, um garoto que tenta fugir de seu mundo interior, contaminado por monstros depressivos e ansiosos, ao mesmo tempo que também precisa desafiar o mundo exterior.

Sebastian Morando, um dos criadores do game, disse ao site Kotaku: “Um jogo é algo que pode ajudar pessoas, ainda mais do que livros ou filmes porque você está dentro daquele mundo. Diferente de outras mídias, você está cercado por esse mundo e precisa tomar decisões dentro dele”.

Aether

Em “Aether” você joga com uma criança nas costas de um monstro que, juntas, exploram um mundo cheio de monstros de preocupações e ansiedades infantis. A procura é por alguém para se relacionar. O jogo foi desenvolvido por Edmund McMillen, um famoso desenvolvedor indie, responsável por títulos como “Super Meat Boy” e “The Binding of Isaac”.

Rainy Day

Criado por duas brasileiras, o jogo também é uma aventura em texto. Ele te coloca no lugar de uma pessoa que precisa enfrenta os desafios da depressão e da ansiedade desde o momento em que precisa sair da cama para ir trabalhar. Por meio das escolhas do jogador, a história se desenvolve de diferentes formas, colocando situações variadas com belas ilustrações e diálogos internos.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 157 [3] => 12 [4] => 237 [5] => 97 [6] => 249 [7] => 222 [8] => 62 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 135 [22] => 173 [23] => 238 [24] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence