Lee Sedol, Google e o futuro da inteligência artificial em uma partida de Go
Jogo de tabuleiro Go. Foto: Istock, Getty Images
Go, o jogo de tabuleiro que desafiou a inteligência artificial
Inovação > Tecnologia

Lee Sedol e o futuro da inteligência artificial em uma partida de Go

Kaluan Bernardo em 17 de abril de 2016

Em março de 2016 um computador e um sul-coreano deixaram claro como a inteligência artificial avança rapidamente. Lee Sedol, campeão mundial de Go por 18 vezes, um jogo de tabuleiro, enfrentou o Alpha Go, software desenvolvido especialmente para o jogo.

O sistema foi criado em Londres, na Inglaterra, pela Google Deepmind, braço da empresa focado em desenvolvimento de inteligência artificial. Especialistas acreditavam que um computador só conseguiria derrotar um campeão como Sedol dentro de uma década. No entanto, após cinco partidas a soberania da máquina ficou clara. O software venceu quatro das cinco disputas.

Go é um jogo de tabuleiro milenar criado na China. Matemáticos acreditam que o número de possibilidade de jogadas em Go é maior do que o de átomos de todo o universo visível. São tantos caminhos diferentes que a partida é conduzida de forma quase intuitiva. Por isso, grandes jogadores se destacam por encarar o jogo mais por uma perspectiva filosófica do que uma puramente racional.

É um jogo muito mais complexo que outros de tabuleiro, como o xadrez. Tanto que, em 1997, a IBM já havia desenvolvido o Deep Blue, computador que foi capaz de derrotar o então campeão mundial de xadrez, Garry Kasparov. Mas, só 19 anos depois, a situação se repetiu no Go.

Apesar de parecer trivial, a vitória é importante. Mostra que já há tecnologia que faz as máquinas pensarem de forma avançada, mais próxima dos humanos.

Enquanto jogos são uma plataforma perfeita para desenvolver e testar algoritmos de inteligência artificial de forma rápida e eficiente, nós queremos usar essas técnicas em problemas importantes do mundo real, diz o Google em seu blog.

“Esperamos um dia estender nossa ajuda para os problemas mais complexos e urgentes da sociedade”, afirma a empresa.

Como a inteligência artificial do AlphaGo foi desenvolvida

Se Go é um jogo com tantas possibilidades e disputado quase intuitivamente, como é possível uma máquina superar um humano? Seria necessário desenvolver uma inteligência artificial que, mais do que memorizar e prever milhões de jogadas, fosse capaz de imaginar novos movimentos.

Para isso, a Google Deepmind desenvolveu uma rede neural artificial – pense nela como um sistema nervoso do “cérebro” da máquina. A rede conseguiu memorizar 30 milhões de jogadas de Go. Com isso, era capaz de prever, com 57% de eficiência, qual seria o próximo movimento de um jogador.

Feito esse processo, a Google Deepmind desenvolveu uma segunda rede neural nos mesmos moldes. E colocou as máquinas para jogarem entre si. Os sistemas digitais começaram a aprender um com o outro em um processo chamado deep learning (algo como aprendizado profundo, em tradução livre). A partir daí elas passaram a criar novas jogadas e ter um senso de “imaginação”, que permitiu o robô improvisar contra adversários humanos.

Foi assim que a AlphaGo conseguiu surpreender até mesmo Lee Sedol – impedindo que o campeão conseguisse se defender da inteligência artificial.

No entanto, na quarta partida, Sedol conseguiu outro feito incrível: criou uma jogada que nem mesmo o software poderia prever e venceu a partida. Assim, mesmo após o resultado do 5×1, todos saíram como vencedores: os humanos porque ainda são capazes de imaginar coisas que nem os mais avançados robôs conseguem; e os desenvolvedores porque desenvolveram máquinas avançadas uma década antes do previsto.

Ainda há um longo caminho para o desenvolvimento da inteligência artificial. Mas ele parece estar avançando mais rápido do que pensávamos.

E você? Para onde acha que tudo isso vai nos levar?

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 172 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence