Por que o Switch, novo console da Nintendo, é uma promessa interessante
nitendo
Foto: Divulgação
Inovação > Tecnologia

Por que o Switch, novo console da Nintendo, promete ser diferente de tudo

Kaluan Bernardo em 20 de outubro de 2016

Há muitos meses se especulava sobre o novo videogame da Nintendo, conhecido apenas como “NX”. Agora, a empresa japonesa anunciou oficialmente o console, batizado de Switch. Ele será lançado em março de 2017.

O videogame promete ser um híbrido. Funciona tanto como um console de mesa, quanto como um portátil. Isso significa que você pode jogar o mesmo jogo usando uma televisão em casa ou segurando uma pequena tela no avião, por exemplo.

Os controles são modulares. No modo portátil, eles podem funcionar acoplados às laterais da tela, ou soltos em cada mão dos jogadores. Há uma terceira opção, ideal para quando estiver jogando em casa, que une as duas extremidades e o transforma em um controle para segurar com as duas mãos – semelhante aos convencionas, como os do Xbox One e PlayStation 4.

O vídeo abaixo mostra um pouco melhor o conceito do console:

Além disso, o videogame se comunica com outros, permitindo partidas multiplayer. Em um momento do vídeo, por exemplo, é possível ver quatro pessoas, com quatro aparelhos, jogando juntas o mesmo jogo de basquete. Há ainda uma outra opção muito curiosa que consiste em cada indivíduo ficar com metade do controle e jogarem, de forma cooperativa, o mesmo jogo.

Não há nada no trailer que indique que a tela seja sensível ao toque, como é no caso do 3DS ou do Wii U.

Outra novidade é que o videogame utilizará cartuchos e discos. Não foram divulgadas as especificações do produto, mas se sabe que ele será equipado com processador Nvidia Tegra.

Por fim, a japonesa ainda anunciou que trabalhará com diversos desenvolvedores conhecidos e ocidentais, como Bethesda, Ubisoft e Warner Bros.

A empresa não revelou quando apresentará o videogame em detalhes.

Por que a expectativa com a Nintendo é alta

Poderia ser mais um simples anúncio de videogames, mas a Nintendo conseguiu criar bastante expectativa no mercado.

A empresa é conhecida por tentar mudar as regras do jogo constantemente. Enquanto empresas como Microsoft e Sony investem mais em hardwares poderosos e inovações dentro das tendências de mercado, a Nintendo costuma pensar novas formas de jogar e criar, do zero, novas tendências.

É isso que ela fez com o Wii, o primeiro videogame a usar controles com sensores de movimento. É o que tentou fazer com o Wii U, que tem uma segunda tela no controle.

Por vezes, a ousadia funciona. Entre os cinco videogames mais vendidos de todos os tempos, três são da Nintendo: DS (154,2 milhões de unidades comercializadas), Game Boy Color (118,69 milhões) e Wii (101,63 milhões). Mas também nem sempre funciona. O Wii U, seu último lançamento (2012), vendeu apenas 13 milhões de unidades.

A empresa estava tendo grandes prejuízos pelo fracasso do último console. No primeiro trimestre de 2016, ela anunciou US$ 46 bilhões em prejuízos.

O Switch pode ser sua chance de se recuperar no mercado e ser uma das mais relevantes empresas de videogame. Ou poderá ser mais um passo rumo à morte. 

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence