Conheça os yuccies, os novos hipsters
iStock_000084975645_Large yuccies
Foto: iStock, Getty Images
Nova Economia > Criativos

Conheça os yuccies, os novos hipsters

Redação em 19 de abril de 2016

Baby boomers, geração X, Y, Z, hippies, yuppies, millenials, hipsters… Se todos esses rótulos ainda não são suficientes para você, conheça os yuccies. O termo é uma abreviação de “young urban criatives” (jovens criativos urbanos, em português) e serve para categorizar uma tribo parecida com a dos hipsters, mas com algumas diferenças fundamentais.

Quem lançou a ideia, em meados de 2015, foi o jornalista David Infante, que escreve para o site Mashable. Segundo ele, os yuccies são uma parte da geração Y (aquela dos nascidos pós década de 1980), criada no conforto das grandes cidades, com uma boa educação e o objetivo de seguir os seus sonhos… porém ganhando dinheiro no caminho.

Eles são uma mistura de outras duas categorizações exploradas à exaustão: os hipsters e os yuppies. Os hipsters são aqueles “alternativos” que querem ser diferentes o tempo todo e estão sempre tentando ditar tendência. Já os yuppies são os jovens e bem-sucedidos executivos enchendo o bolso de dinheiro e seguindo a moda mais tradicional.

O yuccie não é nem um nem outro. Diferente dos hipsters, eles não andam de camisa xadrez, braços fechados por tatuagens, barbas aparadas ou são “frilas” da indústria criativa. Mas também não saem por aí de terno ou camisa social como os yuppies. David disse:

Nós queremos ser tão bem-sucedidos como os yuppies e tão criativos como os hipsters.

O hipster está morto, viva o yuccie

“Se todos são contra o mainstream, então ninguém é”. Essa é a lógica de Infante para defender que a própria popularização do hipster matou o hipster. E é desse paradoxo que surge o yuccie.
No entanto, ele também vive uma armadilha de identidade. Ao unir a ambição yuppie com o cinismo hipster, o yuccie acaba odiando o que ele mesmo é. Ao mesmo tempo em que deseja ganhar bastante dinheiro, reconhece que não investe em uma carreira mais lucrativa porque quer aplausos.

A máxima é: não adianta ficar rico sendo desconhecido. O yuccie quer a grana e a fama; a curtida no Facebook e o pagamento no final do mês. Despreza o que é comum, mas também não vai se aventurar na vida. A internet é seu palco, mas ele precisa de um iPhone de última geração para iluminar o cenário.

Como identificar um yuccie?

OK, deu para entender o que eles querem e mais ou menos quem são. Mas, ainda está meio difícil identificar um yuccie? Bom, Infante dá um pequeno guia de referências:

  • Na teoria, não gostam de gentrificação. Na prática, adoram donuts e coisas gourmet;
  • Ficam chapados e vão a aulas de pintura;
  • Até podem fazer tatuagens, mas têm medo de atrapalhar a carreira e evitam fazê-las em lugares visíveis;
  • Amam Seinfeld e outras séries que passavam quando elas tinham 16 anos;
  • Têm centenas de seguidores no Instagram, mas quase nenhum no Twitter;

E aí? Você conhece algum yuccie? Se identificou com a categorização ou a considera um pouco exagerada?

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence