Deskify: encontre espaços de trabalho ou divida o seu escritório
deskify
Foto: Reprodução/Facebook
Nova Economia > Consumo Colaborativo

Deskify: encontre espaços de trabalho ou divida o seu escritório

Pedro Katchborian em 6 de junho de 2016

A economia colaborativa chegou aos escritórios: o Deskify é uma plataforma que busca compartilhar espaços de trabalho. Fundada em setembro de 2015, a ferramenta funciona como o Airbnb: empresas e pessoas podem anunciar os seus escritórios, coworking ou até as casas para aluguel, enquanto empreendedores, trabalhadores e freelancers procuram os locais e podem filtrar por localização, modelo, preço e período escolhido.

Não há custo para anunciar o local, mas há uma taxa de 15% sobre o valor da reserva. O anunciante determina o preço e escolhe se há o desejo de cobrar por hora, dia, mês ou até não cobrar nada. Também cabe ao anunciante determinar as regras de convivência no lugar.

As categorias que o trabalhador pode escolher são três: coworking, empresa e home office. Além disso, também é possível selecionar entre quatro tipos de espaço para escolher: auditórios, mesa individual, sala de reunião e sala privativa.

screenshot do mapa do site

O site disponibiliza um mapa para a escolha do espaço por localização. Foto: Reprodução/Site

Os filtros também permitem que a pessoa escolha “aberto 24 horas”, “acesso ao wifi”, “animais são aceitos”, “sala de reunião”, “estacionamento” e outros.

Segundo o site da ferramenta, a ideia surgiu após os criadores ficarem com um espaço ocioso no antigo trabalho que tinham

Troca de experiências nos espaços de trabalho

Os espaços de coworking já são parte dessa tendência da economia compartilhada. “O mundo está mudando de uma maneira fundamental”, diz Richard Morris ao Business Because, CEO da Regus, uma companhia global de coworking já presente no Brasil. Na pesquisa conduzida por estudantes de MBA da Kellog School, 62% das pessoas estão dispostas a dividir o escritório, enquanto 42% compartilhariam a casa também.

Leia mais:
Novo site vai listar espaços de coworking para todos os gostos 
13 dos melhores espaços de coworking do mundo 

A ideia do Deskify é acompanhar a tendência e potencializar a ideia de dividir valores e bens. Comparando-se aos tradicionais aluguéis de escritório, a plataforma pode oferecer preços mais acessíveis.

Analisa Mark Corbett, no The Guardian: “Coworking existe por uma razão clara: empreendedor é, em seu núcleo, um resolvedor de problemas. Nesse caso, o problema sendo combatido é o alto preço do aluguel. Espaços de coworking são alternativas aos caros escritórios”.

Além de um preço reduzido, o Deskify também tem como proposta gerar integração entre profissionais de áreas diferentes e promover o networking.

“Nosso objetivo é promover a troca de experiência, aproximar talentos e movimentar o mercado com muito networking através de uma economia compartilhada onde no final todos saem ganhando”, diz a página do Deskify.

O modelo vem aumentando e não é tão novo. A Impact Hub, por exemplo, nasceu em Londres em 2005 e hoje já aloca 11 mil pessoas em 80 espaços de trabalho ao redor do mundo.

No censo do Coworking de 2016, foi possível perceber como o mercado também vem aumentando no Brasil. Em São Paulo, já são 148 espaços, 56% a mais do que no ano anterior. No país inteiro, foram registrados 378 espaços, um aumento de 52% em relação a 2015. Ainda segundo a pesquisa, as principais áreas de atuações dos cowokers são consultoria, publicidade, design, marketing, startups e advocacia.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence