O que é Ethereum e por que pode revolucionar a computação
Ethereum (1)
Foto: Istock/Getty Images
Nova Economia > Modelos Disruptivos

O que é Ethereum e por que pode revolucionar a computação

Kaluan Bernardo em 15 de junho de 2016

Imagine um computador muito grande. Ele é enorme e feito de vários outros computadores ao redor do mundo, que estão alimentando-o. E, nessa super máquina, tudo o que é criado pode ser checado pelos pequenos PCs que a mantém. Dentro desse sistema, qualquer um pode criar programas, empresas ou sistemas de pagamentos. Por definição, todos serão descentralizados. Esse super computador é o Ethereum.

Tal como a bitcoin, o Ethereum funciona com base em uma tecnologia conhecida como blockchain — uma base de dados distribuída que mantém registros de qualquer transação com valor.

Leia mais:
O que é e como funciona a bitcoin
Quem é Satoshi Nakamoto, o criador da bitcoin

Stephan Tual, CCO da Ethereum, apresenta o sistema como “uma plataforma de desenvolvimento que torna fácil construir aplicações descentralizadas”. Na rede social Quora ele elenca as três vantagens da tecnologia:

• Aplicações em Ethereum sempre executam o código que prometem — não há “segurança pela obscuridade”.  Não é preciso confiar em ninguém porque sempre é possível checar o código do aplicativo.
• Aplicações em Ethereum sempre estão estarão disponíveis. Elas não caem.
• Aplicações em Ethereum são resistentes a muitos ataques, incluindo os de negação de serviços (conhecidos como DDoS).

Quando você salva uma foto no Facebook, aquela imagem fica salva no servidor do Facebook. Se ganha um retuíte no Twitter, quem lucrará com isso é a rede social. A nuvem é, à rigor, o computador de uma empresa. É tudo centralizado nas mãos de grandes corporações. Fugir da regra e construir aplicações descentralizadas, como é o caso da bitcoin, é complicado. Exige conhecimentos muito avançados em criptografia e matemática.

O que o Ethereum faz é disponibilizar um sistema onde as bases já estão montadas e, com isso, desenvolvedores podem criar redes mais descentralizadas. Em outras palavras: o Ethereum quer facilitar a criação de aplicativos e serviços democráticos.

Como a Ethereum pode ser usada

Com a Ethereum você pode criar qualquer sistema tecnológico descentralizado. “Aplicações construídas no Ehtereum não exigem que seus usuários confiem nos desenvolvedores com relação a informações pessoais ou fundos. No Ethereum, suas informações pessoais permanecem suas, seus fundos permanecem seus, e seu conteúdo permanece seu conteúdo”, diz Tual em vídeo. Veja abaixo (com legendas em português):

Tual explica que há três principais aplicações para o Ethereum sendo discutidas no momento. A primeira delas é a possibilidade de criar novas moedas — como a própria bitcoin. A diferença é que elas podem ser muito mais fáceis de criar e personalizar. Assim, poderemos ter milhões de moedas virtuais diferentes sendo usadas para os mais diversos fins. Pontos de fidelidade e milhas aéreas, por exemplo, poderiam virar moedas com seu próprio valor.

O segundo exemplo é criar sistemas que dispensam intermediários. É o caso da DAO, uma empresa completamente autônoma, funcionando por algoritmos baseados no Ehtereum. Ela não tem dono nem funcionários. Nela, qualquer um pode propor um projeto e os milhares de “acionistas” podem decidir se investirão ou não. Se der lucro ou prejuízo, os ganhos ou perdas virão automaticamente. Explicamos melhor.

É como se fosse um sistema de crowdfunding que dispensa intermediários como o Kickstarter e ainda divide os lucros com quem investir. Curiosamente, a DAO foi criada em financiamento coletivo e conseguiu a maior arrecadação da história.

No entanto, isso seria apenas o começo. Tual resume:

Pode ser que as aplicações Ethereum que terão o maior impacto no mundo ainda não tenham sido inventadas, da mesma forma que levaram quatro anos para as redes sociais aparecerem na web e mais dois para vê-las se diversificar e inventar novas aplicações.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence