Governo de Trump deve ter mais automação e menos empregos
automação
Foto: Istock/Getty Images
Nova Economia > Modelos Disruptivos

Governo Trump deve ter mais automação e menos empregos, dizem investidores

Pedro Katchborian em 20 de janeiro de 2017

Investidores acreditam que o governo de Donald Trump vai trazer consigo a tendência da automação segundo uma reportagem da Reuters. Um exemplo foi quando Trump criticou a United Technologies e seu plano de levar 800 empregos para o México. Após o comentário do atual do presidente dos Estados Unidos, a companhia tomou a decisão de manter a fábrica em Indiana, mas com menos empregos: ao invés de ficar com os funcionários, a empresa decidiu que apostaria na automação para cortar custos.

Foto: Istock/Getty Images

Foto: Istock/Getty Images

“Vamos investir 16 milhões em uma fábrica em Indianápolis para automatizar, diminuir o custo para que continuemos a ser competitivos”, disse o CEO Greg Hayes em uma entrevista à CNBC. “Isso vai significar menos empregos”, completou.

Existe um incentivo político de manter as fábricas nos Estados Unidos. Desse modo, investidores apostam que automação vai ganhar mais espaço para ajudar a diminuir os custos das empresas. Porém, o caminho da automação a ser trilhado vai contra ao que Donald Trump diz. O agora presidente dos Estados Unidos afirmou que será “o maior produtor de empregos que Deus já criou”.

Com o objetivo de valorizar o país, os republicanos devem empurrar medidas para incentivar as fábricas a ficarem nos Estados Unidos, mas sem uma redução significativa na taxa de desemprego nos Estados Unidos, que atualmente está em 4,7%.

Outro ponto que deve aumentar a velocidade com que as empresas comecem a virar automatizadas é a queda no preço das tecnologias. Cerca de 80% das companhias que planejam cortar empregos no próximo ano pretendem substituir parcialmente os funcionários com automação.

LEIA MAIS
Por que a automação dos empregos poderá ser pior para as mulheres
LEIA MAIS
O que a vitória de Donald Trump significa para a tecnologia e meio ambiente

Avanços em diferentes campos também estão permitindo a automação em áreas que antes não poderiam. Um exemplo mostrado pela Reuters é o mercado de código de barras — uma nova tecnologia cria código de barras invisíveis, permitindo que empresas contratem menos funcionários e coloquem seu produto no mercado de maneira mais rápida. Há até robôs que podem fazer batatas fritas tão rápido quando um humano, com menos custos e mais eficiência.

Há problemas com a automação

Tirar empregos é um dos problemas da automação, mas há outros impasses menos óbvios em confiar tanto nas máquinas para a realização de trabalhos. Em um texto no The Guardian, Tim Harford explica a questão: “nós deixamos computadores voarem aviões. Carros sem motoristas são os próximos. Mas nossa confiança na automação não estaria diminuindo nossas habilidades de maneira perigosa?“, diz.

No artigo, Harford explica que tanta confiança em robôs pode fazer nosso conhecimento ser cada vez menor. O exemplo mais claro é o do piloto automático dos aviões — o fly-by-wire. Como o computador fica responsável por quase toda a navegação do avião, humanos podem falhar quando precisam lidar com algum problema, como foi com o voo da Air France em 2009, em que 228 pessoas morreram.

Essa dependência dos humanos em relação às máquinas poderia criar um círculo vicioso, em que o julgamento das pessoas fica pior e ainda criaria mais dependência. Segundo o autor, será cada vez mais difícil de questionar erros dos computadores. “Computadores estão lidando com informações em que não há a necessidade de humanos se envolverem ou entenderem o que está acontecendo”, diz.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
ESCOLHA DO EDITOR
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 12 [3] => 237 [4] => 97 [5] => 249 [6] => 222 [7] => 62 [8] => 157 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 173 [22] => 238 [23] => 175 [24] => 92 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence