Casa sustentável: o que é, como construir e exemplos pelo mundo
casa sustentavel
Indawo/lifePOD Foto: Divulgação
Sustentabilidade > Em Casa

Casa sustentável: o que é, como construir e exemplos pelo mundo

Camila Luz em 25 de março de 2017

Assine nossa newsletter

Em tempos de mudanças climáticas e de desastres ambientais, rever nossas ações e nosso estilo de vida é urgente. Uma das formas de reduzir impactos negativos no meio ambiente é viver em uma casa sustentável, que pode ser construída ou adaptada.

A casa sustentável é aquela projetada para respeitar o meio ambiente, seguindo os princípios da sustentabilidade e garantindo o bem-estar dos moradores. Ela utiliza materiais conscientes, preza pela economia de luz e energia, reciclagem de lixo e pela produção de alimentos orgânicos.  Parece um conceito futurista e até um pouco utópico, mas investir em uma construção como essa pode ser mais fácil e barato do que você imagina.

O conceito de construção sustentável

A construção civil é responsável pela geração de muitos impactos negativos no meio ambiente, já que utiliza os recursos naturais de forma irresponsável e gera resíduos sólidos. Com o objetivo de reduzir esses efeitos, o conceito de construção sustentável começou a ser delineado a partir dos anos 60. Na década seguinte, a crise do petróleo gerou a necessidade de reduzir ainda mais o consumo de energia e de investir em sistemas prediais mais eficientes.

Estados Unidos, Canadá, Austrália, Japão, Hong Kong e praticamente todos os países europeus possuem sistemas de avaliação como o Building Establishment Enviromental Assesment Method (BREEAM), o Leadership in Energy and Enviromental Design (LEED) e o Green Building Challenge (GBC). Eles avaliam a sustentabilidade das construções e estabelecem certificações para redução do consumo de recursos naturais, água, energia e geração de resíduos em edifícios.

LEIA MAIS
Casa Causa, uma curadoria para estimular o bom uso dos recursos naturais

No Brasil, por outro lado, o conceito de construção sustentável começou a ser mais discutido apenas em 1992, após o “Encontro Mundial para o Meio Ambiente e Desenvolvimento Humano”, realizado no Rio de Janeiro. A partir daí, especialistas começaram a discutir soluções para os edifícios brasileiros, englobando processos sustentáveis e materiais conscientes.

Mudança de atitude

Hoje, construir uma casa sustentável significa olhar com cuidado para todo o  empreendimento. Desde o projeto até a construção, é possível tomar medidas que reduzam os impactos ambientais e ofereçam qualidade de vida para os moradores.

Portanto, muito se engana quem pensa que basta colocar um painel solar no telhado. Até mesmo um “kit básico” de sustentabilidade pode não ser suficiente, como lâmpadas econômicas, descargas de dupla função e captação de água da chuva. Investir nisso tudo é importante, mas o  conceito de casa sustentável vai além, pois envolve o uso que o morador faz de cada elemento da natureza.

casa sustentável

Foto: Istock/Getty Images

Por exemplo, o bambu é um material abundante na natureza e de rápida reposição. No entanto, colocar um piso de bambu importado da China na sala da sua casa não é uma opção sustentável, já que ele virá do outro lado do mundo, poluindo o ar nesse caminho. Além disso, você estará deixando de comprar material de um produtor local. Adquirir mercadoria de quem está próximo é uma forma de conhecer a origem do produto e incentivar o comércio na sua região.

Encher a sua casa com lâmpadas de LED não é suficiente caso você desperdice metade da comida que compra, não separe o lixo reciclável ou tome vários banhos infinitos por dia.  Para morar em uma casa sustentável, é preciso fazer ajustes de valores e de estilo de vida. Materiais certificados e eletrodomésticos que consomem pouca energia são necessários, mas atitudes conscientes são fundamentais também.

Como construir um casa sustentável

Se você vai construir em breve, invista em um projeto bem elaborado, mesmo que isso custe um pouco mais caro. Afinal, a casa sustentável traz economias com água, luz e até com a alimentação, uma vez que você já pode prever no projeto a existência de uma horta, por exemplo. Preze pela ventilação e iluminação natural, áreas verde e estruturas bem feitas.

Se você já tem uma casa construída, ou mesmo se mora em um apartamento, é possível adaptar os sistemas já existentes e tomar medidas para reduzir impactos. Veja algumas dicas.

Como deixar sua casa mais sustentável

1 – Arejador de torneira e descarga de duplo acionamento

O “arejador” de torneira é uma peça simples — qualquer um pode instalá-la. Ele diminui o fluxo de água, mas mantém a sensação de volume, além de direcionar o jato. Quanto maior a pressão, maior a economia. Pode ser instalada tanto em pias, quanto e chuveiros (existem alguns que já vêm com a peça).

Já a descarga de duplo acionamento tem dois botões: quando você dispara o primeiro, são acionados três litros de água. Quando aperta o segundo, são seis mil litros que vão para o ralo. Você deve escolher qual acionar dependendo da necessidade de escoamento.

2 – Uso de água residual

Água residual de máquinas de lavar, ar condicionados e água da chuva podem ser usadas para fins não nobres: regar plantas, lavar piso ou dar descarga. Para aproveitar esse resíduo líquido, coloque baldes para captá-lo.

Já a captação de água da chuva começa no telhado, com a instalação de calhas. Um reservatório coleta o líquido, que antes deve passar por um filtro para reter impurezas. Depois, é armazenado em cisterna ou é bombeado para uma outra caixa d’água.

3 – Placas fotovoltaicas e coletores solares

Para captar luz do sol e transformá-la em energia é preciso instalar placas fotovoltaicas no teto da casa ou edifício e instalar um conversor em praticamente todos os lugares. Ele é necessário pois a placa converte corrente contínua, enquanto nossas tomadas convertem corrente alternada.

A energia elétrica produzida pelas placas fotovoltaicas será usada para ligar fogões, geladeiras, televisores e outros dispositivos. Já o coletor solar é responsável por aquecer a água do chuveiro. Ele utiliza a radiação solar para gerar energia térmica e aquecer o fluido.

4 – Lâmpadas de LED e eletrodomésticos que consumam menos energia

Substituir lâmpadas comuns pela de LED é uma atitude que muita gente já adota e é fundamental. Além disso, vale a pena investir em eletrodomésticos com o selo Procel. Os que têm selo A são mais eficientes e gastam menos energia.

5 – Encha sua casa de plantas — até no telhado

Varandas são essenciais, pois tornam o ambiente mais iluminado e ventilado e ainda permitem que você coloque muitas plantas para deixar seu cantinho com mais cara de saudável. Se não tiver uma varanda, invista em jardins horizontais.

Se você vai construir uma casa sustentável, faça um telhado verde. Plantar no telhado funciona como um isolante térmico: protege contra altas temperaturas no verão e ajuda a manter a temperatura interna da casa no inverno.

6 – Utilize materiais conscientes

Opte por madeira certificada, que vem do reflorestamento feito pelo manejo sustentável. Nesse caso, as árvores são cortadas em locais estratégicos, para que uma área não seja desmatada de uma vez. Enquanto algumas são cortadas, outras são plantadas no lugar para que a floresta se mantenha viva.

Além da madeira certificada, procure por materiais cuja origem você conhece. Verifique a responsabilidade ambiental e social do fornecedor, para evitar exploração de mão-de-obra e o trabalho escravo, por exemplo.

Casas sustentáveis pelo mundo

Países europeus são os mais desenvolvidos hoje no quesito construção sustentável. Escritórios de arquitetura localizados no velho continente criam modelos avançados que servem como inspiração. Mas o Brasil também está avançando na área.

Casa de papelão – Holanda

A casa de papelão sustentável foi criada pelo estúdio de design holandês Fiction Factory e pode ser montada em apenas um dia. Chamado de Wikkelhouse, o protótipo é feito de 24 camadas do material. Elas formam blocos de 1,2 metros de altura, que podem ser usados ou não. Quanto mais blocos, maior é a construção.

As camadas de papelão são enroladas em torno de um molde, o que torna o transporte bastante prático. A casa é resistente às chuvas, ao frio e a outras condições naturais, pois o material usado é isolante térmico. Além disso, o estúdio de design afirma que a Wikkelhouse é três vezes mais sustentável do que qualquer outra casa normal.

Indawo/lifePOD – África do Sul

A arquiteta sul africana Clara da Cruz projetou uma pequena casa sustentável de 55m² com tetos altos que comportam um mezanino. A parte de baixo é usada como cozinha, enquanto a de cima é um quarto. A construção também tem um quintal agradável para receber convidados. As paredes altas permitem que várias prateleiras e armários sejam organizados na vertical. A casa pré-fabricada é funcional e ideal para regiões quentes.

S House – Vietnã

A casa sustentável é construída com materiais abundantes e facilmente encontrados no Vietnã, como palha e bambu. O interior mede apenas 30 m² e o edifício pode ser desmontado em várias pequenas peças para facilitar o transporte. O projeto ainda está sendo aperfeiçoado pelo escritório Vo Trong Nghia.

Aqua – Brasil

A casa sustentável pode ser erguida em apenas seis dias e é uma criação do brasileiro Kleber Karru, que se uniu ao laboratório Open MS para criar o projeto. Toda a estrutura da construção foi feita em uma máquina que não desperdiça qualquer material. Para levantá-la, são necessários apenas quatro funcionários.

Aqua, criada em Campo Grande (MS), possui espumas e fios de vidro que garantem isolamento térmico e acústico. A casa ainda é resistente a fogo, água e cupins.

Pop-Up House – França

A Pop-Up House foi erguida  em apenas quatro dias. Uma equipe de quatro construtores do escritório francês Multipod usou poucas ferramentas além de uma chave de fenda. A empresa compara o processo de construção com o brinquedo Lego.

Graças a um excelente isolante térmico, não é necessário utilizar aquecimento para a casa sustentável localizada no sul da França. Ela também cumpre o rigoroso padrão energético europeu Passivhaus.

Veja outros modelos de casas sustentáveis aqui.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades em primeira mão.

ESCOLHA DO EDITOR
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 237 [1] => 76 [2] => 222 [3] => 12 [4] => 205 [5] => 249 [6] => 94 [7] => 97 [8] => 267 [9] => 115 [10] => 17 [11] => 173 [12] => 238 [13] => 62 [14] => 92 [15] => 157 [16] => 276 [17] => 153 [18] => 25 [19] => 125 [20] => 16 [21] => 236 [22] => 66 [23] => 67 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence

Assine nossa newsletter

e receba nossas novidades em primeira mão.