Tecidos veganos para quem quer consumir moda consciente
Tecidos veganos
Foto: iStock
Sustentabilidade > Em Casa

Tecidos veganos para quem quer consumir moda consciente

Camila Luz em 19 de agosto de 2016

Tecidos veganos são feitos sem a utilização de matéria-prima de origem animal. Sua produção garante que nenhum ser vivo, incluindo o homem, será machucado ou explorado no processo. Quem deseja adotar o veganismo como filosofia de vida e escolher peças livres de crueldade deve optar por roupas feitas de fibras como algodão orgânico e modal.

Adeptos da moda vegana devem evitar tecidos como couro, lã, seda, camurça e peles. Todos eles têm origem animal, como o gado, no caso do couro, e a ovelha, no caso da lã.  Para entender se a roupa que planeja comprar foi produzida de maneira consciente, o primeiro passo é olhar a etiqueta, que traz informações sobre o tipo de fibra que a compõe.

Leia mais:
Insecta Shoes e o design de seus sapatos ecológicos
Entenda por que a moda sustentável pode ser mais cara
Vestidos da marca Ada unem sustentabilidade e feminismo

No entanto, apenas os dados da etiqueta não são suficientes para entender se aquele tecido realmente foi produzido sem nenhum produto de origem animal e sem exploração. Outro detalhe importante diz respeito ao processo de fabricação da fibra, que pode ser consciente, sem o uso de agrotóxicos, ou tradicional, utilizando substâncias que fazem mal ao solo e à água.

Para garantir, é melhor comprar de marcas confiáveis, que têm o veganismo como princípio. Já falamos sobre algumas delas aqui. Saiba quais são os principais tipos de tecidos veganos para consumir moda sem peso na consciência.

Tipos de tecidos veganos

Algodão orgânico

Lavouras convencionais de algodão podem ser nocivas ao meio ambiente, aos animais que ali habitam e ao agricultor, pois são cultivadas com o uso de agrotóxicos. A cultura orgânica é uma solução que reduz o impacto ambiental negativo, já que preserva a saúde do solo, consome menos água e não polui.

Tecidos veganos: algodão

Flor de algodão. Foto: iStock

Modal

O Modal foi patenteado pela empresa austríaca Lenzing. É extraído da polpa de espécies da árvore Faia, encontradas no país europeu. É gerado a partir de um processo simbiótico e sustentável, e toda a sua produção é feita de forma a gerar baixo impacto ambiental negativo.

O Modal é uma boa opção para malhas leves, frescas e coloridas, pois é uma fibra macia, brilhosa e que tem boa durabilidade e absorção.

Muskin

O Muskin é um tipo de couro vegetal e 100% biodegradável que pode ser uma boa alternativa para a camurça. Foi desenvolvido pela empresa italiana Grado Zero Espace. É extraído de cogumelos e curtido de forma natural, livre de processos químicos. Além disso, apresenta vantagens em relação a peles como a camurça, por ser respirável, ajustável e repelente a água.

Piñatex

O couro ecológico foi desenvolvido pela designer espanhola Carmen Hijosa. Ela teve a ideia enquanto trabalhava como consultora em uma indústria de artigos de couro nas Filipinas. De acordo com reportagem feita pelo site britânico The Guardian, homens do país asiático usam uma peça de roupa bordada, fina e transparente chamada Barong Tagalog.

Sua fabricação é feita a partir das fibras de folhas de abacaxi. Carmen reparou na resistência do material e percebeu que poderia ser um substituto para o couro animal. Pode ser tingido e tratado de forma a se obter diferentes tipos de textura que se assemelhem ao tecido tradicionalmente usado em bolsas e calçados.

Acessórios feitos de tecidos veganos da marca Piñatex

Acessórios feitos de Piñatex. Foto: Divulgação

Cânhamo

Cânhamo é a fibra obtida a partir da planta Cannabis. Além de tecidos, é possível utilizá-lo para fazer papel, cordas e até óleos, resinas e combustíveis. Quando a Cannabis é cultivada para a obtenção de fibras, as mudas ou sementes são semeadas bem próximas umas das outras, para que cresçam brigando por luz e desenvolvam o máximo de altura possível. Seu uso é permitido, desde que a cannabis utilizada tenha menos de 1% de THC (ou seja, sem efeitos psicoativas).

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
  • Alessandra Ortega

    Olá, muito util seu artigo, Camila! Estou buscando informacao sobre o suede pois preciso comprar um baú e uma cama box que tem esse material. Voce chegou a fazer pesquisa deste material? Obrigada!

Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence