Carros elétricos poderiam substituir cerca de 90% dos veículos dos EUA
carros-eletricos
Foto: Reprodução/Site Tesla
Sustentabilidade > Na Rua

Carros elétricos poderiam substituir cerca de 90% dos veículos dos EUA

Pedro Katchborian em 17 de setembro de 2016

Quando surge o assunto dos carros elétricos, é comum que pessoas questionem a autonomia desse tipo de veículo. Comparados com carros movidos a gasolina ou álcool, esses automóveis não podem trafegar por centenas de quilômetros sem que a carga acabe. Por exemplo, enquanto um carro movido a gasolina pode trafegar até 500 km, dependendo do modelo, esse número varia de 300 a 400 km com automóveis elétricos.

Apesar disso, carros elétricos poderiam substituir 90% dos veículos convencionais nos Estados Unidos, onde existem cerca de 260 milhões de carros, uma das maiores frotas do mundo. Pesquisadores do MIT descobriram que os carros elétricos poderiam substituir quase todos os carros que estão hoje no mercado, mesmo que o veículo só pudesse ser carregado à noite.

carro elétrico sendo carregado

Foto: Istock/Getty Images

Publicado no jornal Nature Energy, a pesquisa demorou quatro anos para ser feita e analisou dois grandes tipos de informação: o comportamento do motoristas baseado em dados de GPS e o comportamento dos americanos baseado em dados de viagens. Ao combinar fórmulas para integrar as informações, os pesquisadores do MIT foram capazes de demonstrar a quantidade de energia diária necessária para rodar nos Estados Unidos. Esse tipo de mudança radical para os carros elétricos seria suficiente para chegar a meta de redução de poluição do país.

“Os pesquisadores precisaram entender as distâncias e o tempo de cada viagem, o diferente comportamento dos motoristas e condições climáticas”, diz Zachary Needell, um dos responsáveis pelo estudo.

A equipe descobriu que a grande maioria dos carros que estão nas ruas não consomem mais energia em um dia do que a capacidade de uma bateria de um carro elétrico não tão caro hoje.

Leia mais:
Por que a Tesla é a grande promessa dos carros elétricos
Alemanha propõe caixa-preta em carros autônomos

Neste cenário, as pessoas poderiam carregar durante à noite em casa ou durante o dia no trabalho. Veículos como Ford Focus Electric ou Nissan Leaf (ambos com preço por volta de US$ 30 mil dólares), carros considerados mais caros do que os convencionais nos EUA, mas ainda sim mais baratos do que modelos da Tesla (que variam de US$ 70 mil a US$ 120 mil dólares) ou outros elétricos, entrariam nesses moldes. Isso lembrando que o custo acaba compensando por que a manutenção do carro elétrico é baixa e se adequaria a grande maioria dos estadunidenses.

Segundo o estudo, mesmo que as baterias melhorem, é improvável que elas cheguem a durar vários dias diferentes. Mesmo assim, acredita-se no potencial dos veículos elétricos.

Carros elétricos: como carregar?

Enquanto esse estudo provou que quase todos os carros poderiam ser substituído por veículos elétricos, há alguns métodos sendo estudados para carregar os carros enquanto eles andam ou em paradas estratégicas.

Em Nova Iorque, por exemplo, há uma estação de carregamento para veículos da Tesla. Segundo a empresa, os veículos podem ter uma carga de quase 100 km a mais por hora no local.

A inovação mesmo coube a England Highways, que cuida das vias públicas da Inglaterra. A empresa está fazendo um estudo ambicioso. A ideia é fazer uma faixa elétrica, em que o carro carregaria enquanto roda, impedindo que a carga acabe. O projeto foi anunciado em agosto de 2015 e duraria 18 meses, portanto o teste ainda está acontecendo — e fora de vias públicas.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence