5 cidades com planos ambiciosos de mobilidade urbana
mobilidade urbana_bogotá
Bogota, Colombia. Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Na Rua

5 cidades com planos ambiciosos de mobilidade urbana

Camila Luz em 8 de setembro de 2016

Algumas cidades do mundo têm investido em planos de mobilidade urbana para melhorar a qualidade de vida de seus habitantes e dispensar a necessidade de cada um ter um carro. A ideia é apoiar transportes integrados, como ônibus, trens, bondes, bicicletas e táxis.

No continente europeu, há mais cidades investindo na eficiência da sua mobilidade urbana, como Helsinki, na Finlândia, e Barcelona, na Espanha. O transporte coletivo deve passar a ser sustentável, reduzindo níveis de poluição do ar e de trânsito.

Além disso, o carro está deixando de ser símbolo de status para os jovens. Um ambicioso plano de mobilidade feito pela prefeitura de Helsinki aposta na ideia de que a geração atual está preocupada em preservar o ambiente e economizar dinheiro. Por isso, a cidade finlandesa acredita que daqui em 20 anos um sistema de transporte coletivo de qualidade será suficiente para a população.

O jornal britânico The Guardian preparou uma lista com as cidades que estão investindo pesado em planos de mobilidade urbana:

Os planos de mobilidade urbana mais ambiciosos de 2016

Helsinki – Finlândia

Dentro dos próximos 20 anos, o carro poderá se tornar obsoleto para habitantes de Helsinki. A capital finlandesa bolou um projeto de mobilidade urbana que irá integrar diferentes meios de transporte ao seu sistema público.

O projeto se baseia na ideia de que o sistema de tranporte público deve ser on demand, ou seja, deve se adequar às necessidades de cada habitante. Em um aplicativo, estarão indicados horários e linhas de transporte como ônibus, táxis, bondes e bicicletas, além de dados sobre origem e destino. Essas informações também serão combinadas e compartilhadas com as de outros usuários, para que tudo aconteça de forma integrada.

O pagamento será feito online através dessa plataforma. Por enquanto, a cidade está estudando duas opções: pagamento por quilômetros rodados, ou pagamento mensal em que o usuário poderá “comprar” quilômetros.

cidade de Helsinky na Finlândia durante a noite

Helsinki, Finlândia. Foto: Flickr/Honza Soukup

Bogotá – Colômbia

A TransMilenio, em Bogotá, é a linha de transporte público mais rápida e bem-sucedida do mundo. Os ônibus trafegam por pistas de alta velocidade e são capazes de mover grandes massas de pessoas através da cidade por baixos custos. A capital colombiana também tem um “dia sem carro” todos os anos desde 2000.

Leia mais:
Ciclovia coberta na Alemanha terá opções de lazer e vai gerar energia
Ciclovia solar na Holanda está produzindo mais energia do que o esperado
Como andar de bicicleta em grandes cidades

Oslo – Noruega

O novo governo da capital da Noruega quer banir carros do centro da cidade até 2019. Essa atitude faz parte de um plano que pretende cortar pela metade as emissões de gases poluentes até 2020. Para complementar a iniciativa, a cidade irá investir na construção de 60 km de ciclovia, subsidiar a compra de bicicletas elétricas e investir no transporte público.

pessoas andando de bicicleta na cidade de Oslo

Oslo, Noruega. Foto: Istock/Getty Images

Milão – Itália

Para combater perigosos níveis de poluição, a cidade italiana tem planos de pagar os passageiros para irem de bicicleta até o trabalho. Segundo autoridades, o projeto está sendo testado por um esquema piloto.

A cidade também está trabalhando na criação de um aplicativo para acompanhar os ciclistas. As propostas seguem um compromisso do governo de destinar € 35 milhões para planos de mobilidade sustentável.

Barcelona – Espanha

Barcelona não está na lista do The Guardian, mas nós já falamos dela aqui no Free the Essence por causa do plano de mobilidade que pretende transformá-la gradativamente em uma cidade de pedestres a partir de 2017.

Um projeto de lei pretende construir super blocos, áreas onde carros terão acesso restrito. Nesses locais, a qualidade de vida será priorizada e assegurada pela revitalização de espaços públicos e pela construção de mais áreas verdes.

Nas ruas, a prioridade será de ciclistas e de quem se locomove a pé. O objetivo é eliminar 60% do tráfego de carros ao longo de toda a cidade.

mulher andando de bicicleta em barcelona e homem ao lado

Barcelona, Espanha. Foto: Istock/Getty Images

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence