Por que a Dinamarca é o país que mais consome orgânicos no mundo
orgânicos
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Na Rua

Por que a Dinamarca é o país que mais consome orgânicos no mundo

Kaluan Bernardo em 16 de setembro de 2016

A Dinamarca tem uma relação intensa com orgânicos. É o país que mais consome esse tipo de alimento mundo. Desde 2007, aumentou em 200% a sua produção de comida sem produtos químicos. Além disso, mais de 8% da alimentação produzida lá é orgânica. Eles ainda foram o primeiro país a criar um selo, controlado pelo Estado, que garante que o alimento é orgânico. Mais recentemente, em 2015, o governo anunciou um plano para dobrar a área dedicada à agricultura orgânica até 2020.

homem segurando cenouras

Foto: Istock/Getty Images

O governo dedicou mais de 400 milhões de kroner dinamarqueses (aproximadamente R$ 202 milhões) para colocar o plano em prática. O objetivo é que instituições públicas, como creches, escolas e hospitais, sirvam 800 mil pratos orgânicos todos os dias, aproximadamente 60% do que eles produzem.

“Para atingirmos nossos objetivos, que são dos mais ambiciosos do Ocidente, o setor público precisa liderar o caminho”, disse Dan Jørgensen, ministro da Comida e Agricultura, ao site The Local, da Dinamarca. “Com a Dinamarca Orgânica iremos fortalecer a cooperação entre cidades, regiões e ministérios em uma longa linha de iniciativas. Nos comprometemos a, entre outras coisas, termos mais itens orgânicos no cardápio de nossas cantinas, hospitais e creches”, disse.

Como a Dinamarca quer abraçar os orgânicos

Para abraçar metas ambiciosas, a Dinamarca deve tomar medidas ousadas. Tudo o que for plantado em terras públicas deverá ser feito de forma orgânica. Eles destinarão mais de € 8 milhões para ajudar instituições públicas a usarem produtos sem químicos, simplificará as regulações para produtores de orgânicos e destinará mais de € 3,3 milhões para promover o mercado doméstico.

Outros ministérios também entrarão no plano. O do Meio Ambiente, por exemplo, irá converter mais áreas em fazendas orgânicas, enquanto o do Educação colocará nos currículos escolares a importância de alimentos sem agrotóxicos e quais são seus benefícios.

Leia também:
Tecidos veganos para quem quer consumir moda consciente
Entenda por que a moda sustentável pode ser mais cara

Por que alimentos orgânicos são importantes

Esse tipo de plantio é feito em pequenos quintais, de forma natural. Os alimentos não levam agrotóxicos ou produtos que possam causar algum tipo de dano à saúde ou ao meio ambiente. São mais saudáveis e apresentam a melhores nutrientes, como antioxidantes e anti-inflamatórios, que os inorgânicos, além de serem mais saborosos e doces.

Há impacto também no meio ambiente, uma vez que a biodiversidade é maior em locais nos quais o cultivo é feito sem pesticidas ou fertilizantes artificiais. Nessa forma de plantio o ciclo da natureza é respeitado e animais e insetos não ficam perdidos e desequilibrados.

Onde comprar orgânicos em São Paulo

São Paulo ainda está longe do nível da Dinamarca, mas aos poucos pequenas iniciativas como feirinhas vão dando espaço para esses alimentos. Eles normalmente são mais caros do que comidas tradicionais, mas em feiras o preço é menor do que em mercados.

Na capital, há feiras tradicionais e grandes no metrô Jabaquara, no Parque da Água Branca, no Parque Ibirapuera, no Jardim Adhemar de Barros, no Morumbi, em Santo Amaro e no Centro. Confira aqui nosso mapa, com mais detalhes de cada um desses locais.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence