Economia circular poderia reduzir emissões de gases e gerar empregos
economia circular
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Na Rua

Economia circular poderia reduzir emissões de gases e gerar mais empregos

Camila Luz em 3 de outubro de 2016

Seu celular tem menos de dois anos de uso, certo? Quantas peças de roupa você já comprou este ano? E quantas vezes já trocou de carro na vida? A ânsia por comprar novos produtos com frequência causa impactos severos no meio ambiente, como poluição por acúmulo de lixo e aquecimento global por emissão de gases poluentes. A economia circular é a prática que pretende inverter essa lógica.

lixo eletrônico

Foto: Istock/Getty Images

A economia circular propõe uma nova maneira de produzir e, principalmente, de reaproveitar. Leva em conta todo o ciclo de vida do produto, que vai da fabricação ao descarte.

Geralmente, a produção é linear: começa na extração da matéria-prima, passa pela produção, uso e, por fim, descarte. Muitas vezes, este último passo é mal executado. O que poderia ser reciclado acaba em aterros ou depósitos, contaminando o ambiente.

Já a economia circular leva em conta o reaproveitamento dos componentes após o consumo, para alcançar zero desperdício. As matérias usadas voltam para a natureza ou são reutilizadas no ciclo de produção.

Leia mais:
Suécia quer incentivar consertos por dedução de impostos
Mudanças climáticas: cientistas escrevem cartas alertando governos
Reciclagem: onde descartar eletrônicos, móveis e roupas usadas

Reduzir emissões e mais vagas de trabalho

Em 2015, a Clube of Rome, organização europeia que pensa o futuro da humanidade, divulgou estudo sobre os benefícios da economia circular para o planeta. Os resultados mostram que produtos devem ser projetados para reuso contínuo, e não para o descarte.

A pesquisa analisou efeitos de três estratégias que sustentam a economia circular: energia renovável, eficiência energética e eficiência de material. Concluiu-se que até 2030 as emissões de carbono poderiam ser reduzidas em até 70%, caso um conjunto de medidas relacionadas a esse processo fossem implementadas.

Além disso, reaproveitar itens através de reparos, manutenção, modernização e manufatura traria mais de 100.000 postos de trabalho adicionais. Na transição para uma economia circular, o desemprego cairia mais de 30%.

Como possibilitar a economia circular

O relatório considera políticas e investimentos que ajudariam  a implementar uma economia circular na União Europeia, beneficiando o clima e a disponibilidade de empregos:

1 – Reforçar políticas vigentes em energia renovável, eco-design e emissões de gases.

2 – Estabelecer metas específicas de eficiência de recursos com foco na extração de materiais cujo impacto ambiental é grave.

3 – Reforçar reciclagem e reuso, além de colocar limite no desperdício por incineração.

4 – Incentivar novos modelos de negócio, substituindo “vender produtos” por “vender performance”.

5 – Fazer da economia circular parte vital das políticas climáticas da União Europeia. A maioria das estratégias têm foco no uso de energia, mas o estudo mostra que o clima se beneficia de usar produtos por mais tempo. Ele também aponta que emissões podem ser reduzidas por meio do design inteligente, reuso e reciclagem.

6 – Lançar investimentos para dar suporte à economia circular – tanto na União Europeia, quanto em nível nacional.

7 – Repensar taxas: diminuir taxas em trabalho e aumentar no consumo de recursos não-renováveis. O estudo diz que todos os processos envolvendo a economia circular, como design sustentável, manutenção, modernização, reparo e reuso, exigem mais trabalho humano. Mudar as taxas iria acelerar a transição para uma economia circular e ajudar a balancear a ameaça de redução de empregos pelos avanços da tecnologia.

As mudanças propostas pelo estudo são para a União Europeia, mas você pode fazer sua parte em qualquer lugar do mundo. Basta consumir menos e prezar por reutilizar e consertar seus produtos ao invés de comprar novos. Além disso, repassar o que não usa para o próximo e investir na troca ou compra de segunda mão é uma forma de participar da economia circular.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence