Ambientalista declara: a Grande Barreira de Corais está morta
grande barreira de corais
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Na Rua

Ambientalista declara: a Grande Barreira de Corais está morta

Pedro Katchborian em 14 de outubro de 2016

Vinte e cinco milhões de anos de vida. Era o que tinha a Grande Barreira de Corais, na Austrália. Tinha. Segundo o líder ambiental Rowan Jacobsen, a barreira de corais está morta. Ele escreveu um obituário mostrando os motivos para a declaração.

“A Grande Barreira de Corais na Austrália morreu em 2016 após longa doença”, declara. Rowan conta que existia mais biodiversidade no recife do que na Europa inteira, com 1.625 espécies de peixe, 3.000 espécies de moluscos, 450 espécies de corais e 30 espécies de golfinhos e baleias.

A Grande Barreira de Corais é (ou era) uma das maravilhas naturais do mundo e um dos patrimônios da humanidade, segundo a UNESCO. A faixa de corais é composta por 2.900 recifes e 600 ilhas continentais. Ela é tão grande que pode ser vista do espaço.

Em abril de 2016, cientistas fizeram inspeções aéreas e submarinas e determinaram que o recife perdeu 93% da sua cor. Esse branqueamento se deve ao aumento da temperatura da água e já demonstrava indícios de que parte do coral poderia estar morto.

Esse aquecimento faz as águas produzirem muito oxigênio, o que pode ser tóxico em altas concentrações. Com isso, os corais perdem as cores e podem morrer em pouco tempo. Depois do estudo em abril, os cientistas declararam que a condição poderia ser revertida, caso as águas se resfriassem.

No obituário, Jacobsen cita as palavras de Charlie Veron, cientista do Instituto Australiano de Ciência Marinha e um dos maiores entusiastas da Grande Barreira de Corais:

A seção norte inteira está acabada. Parece uma zona de guerra. É devastador. Eu costumava ter o melhor emprego do mundo. Agora não mais…Eu tenho 71 anos e eu acho que posso viver mais do que o recife.

As iniciativas para salvar o recife começaram em 1970, com a campanha “Salve o Recife”. Apesar das tentativas, não houve uma mudança significativa o suficiente para salvar o recife, segundo o ambientalista. “Ninguém sabe se um esforço sério poderia ter salvo o recife, mas fica claro que esse esforço não foi feito“, diz.

Em seu artigo, Rowan cita a visita mais recente dos cientistas aos corais, em setembro, mas desde o começo do ano fala-se em uma possível morte. Em maio deste ano, uma pesquisa já antecipava que o pior estava por vir: cerca de 35% do recife já estava morto.

Na recente visita em setembro, a situação era mais aterrorizante ainda: “Nós queríamos ver o quanto de reparo havia acontecido, mas os corais que estavam em perigo há alguns meses morreram em sua maioria. Se o coral fosse uma pessoa, estaria respirando por aparelhos“, compara o Professor Tim Flannery, que esteve na equipe que visitou os corais.

Especialistas: Grande Barreira de Corais ainda pode se recuperar

Enquanto Rowan faz o obituário, há quem acredite que a situação ainda pode ser revertida. Especialistas disseram à ABC que os corais que ainda não morreram pelo branqueamento ainda podem se recuperar.

Na mais recente visita, cientistas encontraram corais cobertos de algas verdes, um indício da morte desses seres. Os corais que estão branqueados, mas ainda sem sinais de morte, podem se recuperar. “Os mais danificados podem demorar décadas para voltar à sua condição natural”, afirma a reportagem. Além disso, outras partes do recife, especificamente as do sul, não foram tão gravemente afetados e devem se recuperar.

Segundo John Rumney, guia turístico do local, as pessoas ainda visitam a Grande Barreira de Corais. “A experiência ainda é fantástica, mas os turistas não sabem o que estão olhando. Eles não sabem como os corais deveriam ser”.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence