Los Angeles reveste asfalto contra altas temperaturas
Los Angeles
Foto: Divulgação
Sustentabilidade > Na Rua

Los Angeles combate aquecimento global trocando o asfalto

Aretha Yarak em 29 de setembro de 2017

Rodeada por desertos e com milhares de quilômetros de asfalto, a cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos, é uma verdadeira ilha de calor urbano. Este efeito nada mais é do que resultado do intenso calor que fica retido na cidade, devido à grande quantidade de concreto, asfalto e telhados escuros — e à escassez de verde. Los Angeles, caso você não tenha tido a oportunidade de conhecer, tem ruas com poucas árvores e folhagens pelos quarteirões.

O resultado dessa combinação é sufocante: a cidade registra, a cada ano, temperaturas altíssimas no verão. Para se ter uma ideia, nos primeiros dias de setembro deste ano, os ponteiros dispararam para o recorde de 46°C. Controlar o avanço dos termômetros passou a ser, então, uma das prioridades do prefeito Eric Garcetti. Uma das primeiras ações a serem colocadas em prática foi a “pintura” do asfalto de algumas regiões da cidade com uma tinta especial (e de cor clara), conhecida como CoolSeal.

Garcetti quer reduzir a temperatura média da metrópole em cerca de 1,5°C nos próximos 20 anos. A meta é ousada. Mas além de melhorar substancialmente a qualidade de vida geral da população, esse pequeno resfriamento no clima poder prevenir uma série de problemas de saúde associadas ao calor extremo e ainda reduzir o consumo de energia (com o uso de ar condicionados), que extrapola a média nos dias mais quentes.

LEIA MAIS
Cientistas dizem que temos 10 anos para salvar a Terra das mudanças climáticas
LEIA MAIS
Ondas de calor matam centenas de morcegos na Austrália

Los Angeles contra a alta temperatura

Com uma coloração acinzentada, o CoolSeal foi desenvolvido para refletir o máximo possível de rais solares e, assim, absorver menos energia e aquecer menos.  O resultado são temperaturas mais amenas no seu entorno . Alguns testes apontam que esse revestimento tem o potencial de deixar o piso cerca de 6°C menos quente, quando comparado ao asfalto tradicional.

“Isso é muito significativo, particularmente quando falamos de um asfalto que chega a 60°C”, disse Matt Peterson, chefe do Departamento de Sustentabilidade da prefeitura, em artigo do New York Times. Para ter um resultado mais efetivo, entretanto, o governo municipal vai precisar tomar medidas associadas, como aumentar o número de árvores na cidade.

O revestimento foi testado pela primeira vez em 2015, em um estacionamento localizado no Vale de São Fernando, a noroeste de Los Angeles. A região é considerada uma das mais quentes da cidade. No último verão, os termômetros dessa área marcaram diversas vezes temperaturas acima dos 37 graus Celsius.

De acordo com Greg Spotts, diretor assistente do Departamento para Assuntos Viários, o revestimento foi aplicado em ruas determinadas de 14 dos 15 distritos da cidade. Todas serão monitoradas de perto e analisadas durante o outono.

A prefeitura acredita, com base em algumas pesquisas, que cobrir um terço dos pavimentos com materiais como o CoolSeal pode afetar diretamente a temperatura média de toda a cidade. “Ainda não estamos prontos para algo assim, mas queremos explorar o que seria preciso para escalonar o projeto”, disse Spotts ao The Washington Post.

O CoolSeal, usado em Los Angeles, custa cerca de 40 mil dólares para cada 1,6 quilômetro (ou uma milha) e dura sete anos.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 157 [3] => 12 [4] => 237 [5] => 97 [6] => 249 [7] => 222 [8] => 62 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 135 [22] => 173 [23] => 238 [24] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence