Concurso quer criar tecnologia para converter CO² em produto de valor
CO²
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Negócios

Concurso quer criar tecnologia para converter gás carbônico em produto

Pedro Katchborian em 19 de agosto de 2016

Eis um dilema de um futuro sustentável: o que fazer com o dióxido de carbono, também conhecido como gás carbônico (CO²)? O composto químico é essencial para a vida no planeta, mas a sua alta concentração o torna um dos maiores contribuidores para o aquecimento global.

Prevendo que dificilmente haverá uma diminuição muito significativa de CO² na atmosfera, foi lançado um concurso para tentar descobrir maneiras de aproveitar o gás carbônico, visando um planeta mais sutentável. Chamado de Carbon XPrize, a competição é promovida pela XPrize, organização sem fins lucrativos que promove concursos relacionados a tecnologia, em parceria com as empresas NRG e Canada’s Oil Sands Innovation Alliance.

A competição promete pagar US$ 20 milhões aos competidores. O objetivo do CarbonXPrize é cultivar tecnologias que convertem o dióxido de carbono em um produto de valor. Em julho de 2016, os organizadores anunciaram que receberam 47 inscrições de startups, estudantes e empresas ao redor do mundo. Embora a grande maioria das iniciativas seja do Canadá e dos Estados Unidos, também há equipes da China, Índia, Suíça, Finlândia e Reino Unido.

via GIPHY

As funções do CO² mostradas pelos competidores são as mais variadas: enquanto um pretende converter CO² em combustível líquido como metanol ou butanol, outros pretendem utilizar o gás para auxiliar na construção de materiais como cimento ou concreto. Há iniciativas mais ousadas ainda: um grupo pretende usar o gás carbônico para fazer materiais baseados em carbono, como grafeno ou nanotubos de carbono, ou até proteínas que podem ser usadas na comida ou na agricultura animal.

Paul Bunje, cientista que está por trás do prêmio, afirma que o número de propostas surpreendeu. “É mais do que esperávamos e é certamente mais do que o mundo sabia”, explica Paul. No último estágio da competição, os times finalistas vão poder testar suas tecnologias em uma demonstração em uma usina de carvão ou de gás natural.

Ideia do CO² como combustível não é nova

Além do concurso da XPrize, há outras pessoas buscando uma solução para o problema do CO². Recentemente, em um estudo da Universidade de Illinois, em Chicago, cientistas criaram uma folha artificial que usa a energia solar para transformar o gás carbônico em combustível.

Leia mais:
Dinamarca estuda taxar carne para reduzir aquecimento global
Estudo conecta degelo a aquecimento global de maneira cíclica

Segundo a TreeHuger, a folha imita o processo da fotossíntese, que ocorre naturalmente nas plantas. Enquanto as plantas usam a luz do sol para converter CO² e água em glicose (açúcar) e oxigênio, a folha artificial converte dióxido de carbono em Syngas, uma mistura de monóxido de carbono e hidrogênio que é fonte de combustível para o gás natural. O syngas pode ser convertido em diesel.

Há outras iniciativas que pretendem transformar o gás carbônico em combustível. Pesquisadores da USC Loker Hydrocarbon Research Instituto desenvolveram um processo que converte o gás carbônico do ar em metanol. Além disso, cientistas da Universidade da Califórnia desenvolveram um sistema que utiliza uma bactéria para converter o dióxido de carbono em compostos que podem ser utilizados para fazer biocombustível.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence