Favelar: startup usa Arquitetura Sustentável em comunidades no RJ
favelar_2_comunidades
Os cofundadores Fábio Moraes e Millena Miranda. Foto: Thiago Lara.
Sustentabilidade > Negócios

Favelar: startup usa Arquitetura Sustentável em comunidades no RJ

Kaluan Bernardo em 9 de junho de 2016

Arquitetura Sustentável não é, ou não deveria ser, um conceito para poucos. Fazer uma obra levando em conta o respeito ao meio ambiente é algo que também faz sentido para comunidades carentes. Pelo menos é o que aposta a Favelar, uma empresa que faz reformas nas favelas do Rio de Janeiro utilizando preceitos da Arquitetura Sustentável.

Criada em 2014 por dois engenheiros civis, Fábio Moraes e Milena Miranda, a empresa desenvolve e executa projetos especiais de reformas em favelas priorizando materiais sustentáveis. Tijolos ecológicos, madeira de reflorestamento e tinta à base de água são alguns exemplos.

No entanto, os conceitos de sustentabilidade não estão apenas na escolha dos materiais principais. No meio do projeto, os engenheiros também procuram identificar novas formas de reaproveitar tudo. O entulho de uma parede poderá ser usado para fechar um buraco na construção, por exemplo. Uma janela poderá ser projetada especialmente para iluminar áreas onde as paredes costumam mofar. E por aí vai.

Arquitetura Sustentável subindo o morro

A escolha pela Arquitetura Sustentável não parte só de princípios éticos, mas também econômicos. Os materiais ecológicos, conta Fábio, não são necessariamente mais baratos, mas oferecem maior custo benefício quando se considera o médio e longo prazo. Fábio garante que sempre procura um jeito de viabilizar o material ecológico.

Nunca abrimos mão da sustentabilidade. Ela é a base de nosso negócio. É nosso código de conduta. Vai desde a parte gerencial até o operacional.

A Favelar atua tanto em regiões carentes na periferia do Rio de Janeiro quanto em favelas nos morros. Atualmente, foca em Santa Marta, Vidigal, Baixada Fluminense e comunidades próximas à Tijuca. Fábio diz que há pouca gente prestando serviços de reforma nesses locais. “Ao longo dos próximos três anos pretendemos continuarmos focados no Rio de Janeiro e nessa região. A demanda é enorme”, garante.

Colocando a mão na massa

Quando a empresa nasceu ela ainda atendia por outro nome: CoList. A mudança veio após entrar no programa Shell Iniciativa Jovem, voltado a startups de impacto social. Lá, eles ampliaram o escopo do negócio, que antes oferecia apenas assessoria. “Percebemos que haviam grandes oportunidades para investir no operacional e passamos a oferecer a execução das reformas”, diz Fábio.

foto de antes e depois de teclado em uma creche do rio de janeiro

Antes e o depois de reforma em telhado da Creche Mundo Infantil na Favela Morro Santa Marta – RJ. Foto: Reprodução/Facebook

Hoje, com uma rede de 11 colaboradores, a Favelar tem sua própria equipe para levar o material e executar as reformas — viabilizando melhor os custos das obras. O executivo diz que qualquer um que trabalhe com a startup passa por capacitação. “Nossos colaboradores aprendem desde o início o que é Arquitetura Sustentável e como trabalhar ecologicamente, até como atender melhor os moradores e trabalhar com organização e limpeza”, diz.

No entanto, cuidar do operacional traz novos desafios. Além das questões naturais de engenharia para reformas em estruturas frágeis, áreas de risco ou sem as melhores condições topográficas, Fábio diz que enfrenta dificuldades logísticas. Muitas vezes, quando comprava material dentro das favelas, tinha que pagar mais uma taxa para a entrega subir as escadarias.

Há também, é claro, as dificuldades financeiras do lado de quem contrata. Hoje, muitas vezes, a própria empresa banca o parcelamento dos serviço. Fábio diz que a Favelar está estudando como poderá oferecer sistemas de microcrédito para atender mais gente em um futuro bem próximo.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence