Micélio, o material que pode substituir o plástico e o couro
micelio
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Negócios

Micélio, o material que pode substituir o plástico e o couro

Pedro Katchborian em 23 de agosto de 2016

Imagine um material resistente ao fogo, vapor e umidade, além de funcionar como isolante térmico, acústico e 100% biodegradável. Agora imagine que esse material é feito de fungos. Conheça o micélio, um cogumelo que vem sendo explorado nos últimos anos e pode ser um substituto para o plástico e para o couro.

A ideia é que o micélio possa ser usado para fazer paredes de isolamento, além de embalagens para produtos eletrônicos e objetos frágeis. A empresa que toma à frente desse desenvolvimento é a Ecovative, que já ganhou certo nome no mercado e tem parcerias com a Ikea, empresa sueca que é referência em móveis e decoração.

micélio

Foto: Istock/Getty Images

O destaque do micélio se deve pelas características do material desenvolvido: o material é um emaranhado de filamentos e serve de absorção de nutrientes para os fungos. Sendo grudento, o micélio consegue se aderir a qualquer superfície, além de se desenvolver rapidamente. Para se ter uma ideia, em cinco dias já é possível fazer 13 quilômetros de material.

Entre os materiais feitos pela Ecovative estão a Myco Board, que se assemelha a madeira e pode ser utilizada em peças de decoração e construção, e a Myco Foam, que é um tipo de espuma que lembra o isopor e pode ser usada em embalagens. Além de desenvolver os materiais, a Ecovative também incentiva o faça-você-mesmo, ensinando ao cliente como fazer o seu próprio. Existe até uma comunidade que troca dicas de peças que podem ser feitas com o micélio.

Myco Foam material branco que parece isopor

Myco Foam, material que substitui o isopor feito de Micélio. Foto: Reprodução/Site

Myco Board madeira feita de micélio marrom em cima da mesa

Myco Board feito pela Ecovative. Foto: Reprodução/Site

 

 

 

 

 

 

 

Os cientistas por trás dos produtos ainda desconhecem o potencial total do micélio. Tanto que, em 2013, fizeram um experimento arquitetônico, montando uma casa feita de micélio, nomeada Pequena Casa de Cogumelo. “Nós vemos um futuro em que os materiais feitos de cogumelo poderão estar no pará-choques do seu carro e nas paredes de sua casa“, diz Sam Harrington, da Ecovative, ao Gizmodo. Segundo a publicação, a principal dificuldade da operação da Ecovative é mudar a percepção do público sobre os seus produtos.

Micélio também pode substituir o couro

Uma outra prova de que há muito o que ser explorado quando o assunto é o micélio é a startup Mycoworks, especializada em fazer tecido. Misturando as fibras do micélio com resíduos de planta, a Mycoworks desenvolveu um material que se assemelha ao couro. Ao contrário do couro animal, que leva três anos para ser produzido, são necessárias apenas algumas semanas para a faturação do produto.

Leia mais:
Onde comprar roupas, sapatos e acessórios feitos de tecidos veganos
Entenda por que a moda sustentável pode ser mais cara

Para o meio ambiente, o material produzido pela startup tem um impacto bem menor: enquanto um par de sapatos de couro produz 15 kg de dióxido de carbono, o material de micélio é neutro em carbono.

Em entrevista ao FastCoExist, Phillip Ross afirma que o material produzido é semelhante ao couro em aparência e resistência. A ideia é que o material já esteja disponível para comercialização em dois anos e o custo deve competir com o couro animal: a ideia é que o material seja vendido por US$ 5 a cada pé quadrado (equivalente a 0.09 metro quadrado).

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence