Jovens britânicos assistem mais ao Planet Earth do que ao X Factor
planet earth
Foto: Istock/Getty Images
Sustentabilidade > Negócios

Jovens britânicos assistem mais ao “Planet Earth” do que ao “X Factor”

Camila Luz em 7 de dezembro de 2016

Jovens britânicos entre 16 e 34 anos parecem estar mais interessados em compreender o funcionamento do planeta e apreciar suas belezas naturais do que saber quem será o novo pop star do momento. Segundo a BBC, a nova temporada de documentário de história natural “Planet Earth” (“Planeta Terra”) está recebendo mais audiência dessa faixa etária do que o reality show “The X Factor”.

O primeiro episódio de “Planet Earth II”, lançado em 6 de novembro, já recebeu mais de 12 milhões de visualizações e absorveu 40,9% do público da BBC. Especialmente entre o público jovem, o programa é um sucesso.

Os episódios do “X Factor” exibidos no dia 27 de novembro receberam uma média de audiência de 1.4 milhões de jovens entre 16 e 34 anos. Segundo a BBC, isso é 100 mil a menos do que a média de audiência do “Planet Earth II”, considerando a mesma faixa etária.

“Me foi dito que estamos atraindo um número maior do que o normal de espectadores mais jovens”, disse David Attenborough, criador da série. “Aparentemente, a música de Hans Zimmer em particular está ‘batendo um acorde’ com os jovens. E isso me agrada muito”, completa.

Trilha sonora e tecnologia digna de grandes produções

Hans Zimmer é um compositor alemão famoso pela sua genialidade em trilhas sonoras de filmes de muito sucesso, como “Interestellar”, “A Origem”, “Hannibal”, “Pearl Harbor” e “O Rei Leão”. Convidá-lo para participar de “Planet Earth II” foi estratégia da BBC para atrair o público jovem. O próprio trailer chama a atenção de uma faixa etária acostumada com grandes produções.

O grande sucesso do programa entre o público jovem também está relacionado às intrigantes imagens captadas por equipamentos de ponta e novas técnicas de filmagem . “Com certeza a popularidade incrível da série também é resultado de outros fatores”, disse Attenborough, ao site Telegraph. “A proximidade com os animais alcançada pelas mais recentes tecnologias nos trouxe novas perspectivas sobre os problemas que eles enfrentam para sobreviver”, comentou.

Jovens precisam se interessar pelas questões do planeta

Segundo o naturalista e produtor cinematográfico, a escala e o poder da paisagem nunca foram tão vívidos quanto hoje, o que foi alcançado pela tecnologia de ultra definição. “É nosso legado ambiental que a geração mais jovem de hoje herdará, e precisamos dela para nos tornarmos os campeões ambientais do futuro”, afirma. “E é por isso que a televisão deste tipo é tão importante”, opina.

LEIA MAIS
5 documentários para entender as mudanças climáticas e seus efeitos
LEIA MAIS
4 documentários na Netflix para repensar a relação com sua comida

Para Attenborough, investir em séries documentais com alta qualidade técnica é uma forma de transportar os jovens para ambientes naturais. Ao perceber as maravilhas existentes na natureza — e como está degradada — fica mais claro por que é tão importante protegê-la.

Felizmente, jovens realmente estão mais preocupados com o futuro do planeta. Segundo pesquisa publicada este ano pelo The World Economic Forum, as mudanças climáticas são a principal preocupação desta geração.

Sobre o Planet Earth

O primeiro episódio de “Planet Earth” foi lançado em 5 de março de 2006 e, naquela época, já foi considerado inovador. Mostrou ao público espécies de animais nunca antes acompanhadas por uma câmera. A narração de Attenborough deu o toque final necessário para que a produção se tornasse sucesso de crítica e mercado.

A nova temporada, lançada este ano, traz Attenborough como apresentador – aos 90 anos de idade! Além das novas técnicas de filmagem, traz a situação do planeta após décadas de estrago feito pelo ser humano: paisagens inundadas, grandes desertos e espécies em extinção.

“Penso seriamente que programação e filmagem de vida selvagem são de importância crucial para o futuro do planeta. Se o mundo natural está em perigo, estamos em perigo”, afirmou, segundo o site Independent. “As pessoas devem estar ciente sobre a maneira como o mundo natural trabalha para entender quando estão o prejudicando”, completa.

“Planet Earth II” terá, ao todo, seis episódios: “Islands” (Ilhas), “Mountains” (Montanhas), “Jungles” (Selvas), “Deserts” (Desertos), “Grasslands” (Pastagens) e “Cities” (Cidades).

No Brasil, os episódios antigos do programa são exibidas pela TV Cultura nas noites de domingo com o nome “Planeta Terra”. A primeira temporada também está disponível para assistir online no Netflix. No Reino Unido, o “Planet Earth II” vai ao ar na BBC One aos domingos.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 237 [2] => 205 [3] => 97 [4] => 222 [5] => 62 [6] => 157 [7] => 276 [8] => 12 [9] => 249 [10] => 86 [11] => 94 [12] => 267 [13] => 68 [14] => 16 [15] => 115 [16] => 186 [17] => 17 [18] => 102 [19] => 173 [20] => 175 [21] => 238 [22] => 92 [23] => 236 [24] => 79 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence