Hora de dormir: qual o preço da privação do sono?
privação do sono
Foto: Istock/Getty Images
Unplug > Corpo e Mente

Hora de dormir: qual o preço da privação do sono?

Pedro Katchborian em 29 de agosto de 2016

Quase todos sabem da importância do sono, mas a ciência tem avançado para descobrir mais efeitos de quem não consegue dormir as sonhadas sete ou oito horas. As consequências podem ser pequenas ou graves, dependendo do contexto e do tempo que a pessoa fica sem dormir, mas toda privação do sono tem um preço.

Em 1965, o estudante Randy Gardner, de 17 anos, ficou acordado 264 horas (11 dias) para ver o que aconteceria se ele ficasse sem dormir, como relata o vídeo do Ted-Ed. No primeiro dia, os olhos de Randy pararam de focar. No segundo, ele perdeu a capacidade de identificar objetos pelo tato. No terceiro, o jovem se tornou depressivo e descoordenado. Ao final da experiência, ele tinha dificuldade para concentrar e problemas de memória a curto prazo, além de se tornar paranoico e ter alucinações.

Segundo uma pesquisa da Universidade de Michigan, os brasileiros são os que menos dormem no mundo, junto com os cingapurianos e os japoneses: são 7 horas e 24 minutos por noite. Apesar de estarmos na média necessária, muita gente ainda acaba dormindo menos do que isso. O Allure fez uma lista interessante mostrando alguns dos riscos da privação do sono.

via GIPHY

Seis consequências da privação do sono

1) Faz mal para o coração

No mesmo vídeo do Ted-Ed é explicado que, quando dormimos, entra em ação o recém-descoberto sistema glinfático, que é o mecanismo de limpeza que remove o acúmulo de subprodutos tóxicos nas células e é muito mais ativo quando estamos dormindo.

Quando não dormimos o suficiente, a saúde cardiovascular pode piorar consideravelmente. Estudos mostraram que a chance de quem dorme menos de 6 horas de ter um infarto é quatro vezes maior se comparado a quem dorme de 7 a 8 horas.

2) Faz mal para o cérebro

Os efeitos mais significativos, talvez, sejam os cognitivos. Quem passou uma noite em claro sabe que é muito difícil chegar ao amanhecer tomando as melhores decisões. Todo o processo de memória e aprendizado fica prejudicado quando não dormimos o suficiente — mesmo que seja por apenas uma dia.

Uma outra pesquisa apresentada pelo AsapScience mostrou que pessoas que dormem seis horas por dia por períodos relativamente curtos, como duas semanas, podem tomar decisões como se estivessem bêbadas.

Um estudo de janeiro de 2016 comprovou que médicos que não tiram cochilos de pelo menos uma hora em plantões de 24 e 36 horas tomam decisões clínicas mais arriscadas.

3) Faz mal para a pele

Quem não tem boas horas de sono tem até a pele prejudicada. Um estudo de 2013 conduzido pela University Hospital of Cleveland achou uma correlação entre a privação do sono e o envelhecimento da pele. Além das descobertas da pesquisa, também há preocupação de que algumas doenças de pele podem ter seus sintomas piorados pela falta de sono a longo prazo, como psoríase e dermatite.

4) Faz mal para o humor

Essa não é novidade. É só passar um pouco do seu horário de dormir que chegam as coçadas nos olhos e uma irritação daquelas. Mas o problema pode ser pior ainda: quem tem o sono desregulado a longo prazo pode ter problemas graves como depressão e ansiedade.

Leia mais: Sete apps para te ajudar a dormir melhor

E não pense que é só dormir no final de semana que está tudo certo: o famoso “tirar o sono atrasado” só costuma funcionar quando são poucos dias dormindo menos do que deveria. A longo prazo, o dano pode ser irreparável, como mostra o AsapScience.

5) Faz mal para quem quer emagrecer

A falta de sono pode prejudicar quem quer mudar a dieta e fugir da obesidade. Uma pesquisa recente da Universidade de Chicago descobriu que tanto a maconha quanto não dormir o suficiente ativam os endocanabinóides do corpo, que fazem as pessoas comerem mais do que deveriam — a popular “larica” — mesmo quando não estão com fome. O pior é que a tendência é procurar comidas gordurosas ou frituras.

6) Faz mal para o seu sistema imunológico

Sabe aquele projeto da empresa que literalmente tira o seu sono e você acaba ficando doente? Não é coincidência. Quando a pessoa dorme menos do que o necessário, o sistema imunológico fica comprometido, mesmo que sejam poucas noites mal dormidas.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence