Melhores feiras e lojas para comprar discos de vinil em São Paulo
vinil_2
Foto: Istock/Getty Images
Unplug > Escapadas Urbanas

Melhores feiras e lojas para comprar discos de vinil em São Paulo

Kaluan Bernardo em 12 de julho de 2016

Se tem uma coisa que combina com rock é disco de vinil. Talvez seja porque o estilo teve seu ápice de sucesso durante as décadas de 1960, 1970 e 1980, quando o LP ainda era a principal mídia para se consumir música.

A verdade, no entanto, é que não precisa ser saudosista para gostar de vinil. O som analógico tem suas vantagens, com uma sonoridade diferente e única — apesar de não necessariamente melhor do que o digital. Além disso, é claro, há as capas dos discos — muito maiores do que os CDs e infinitamente mais luxuosas do que aquele arquivo de imagem que você tem no iTunes.

Seja por esses motivos ou por qualquer outro, o vinil não morreu e não morrerá em breve. Suas vendas não param de crescer. Nos Estados Unidos, em 2015, foram vendidos 12 milhões de LPs — 30% a mais do que o ano anterior.

No Brasil, os números são mais modestos, mas crescentes. Em 2014, foram vendidos 102 mil discos — todos da Polysom, a única fábrica que há no Rio de Janeiro. No entanto, em breve, São Paulo ganhará uma Vinil Brasil, outra fábrica, o que deverá fazer esse número aumentar consideravelmente.

Apesar das poucas fábricas, colecionadores de vinil no Brasil são grandes garimpeiros. Frequentam lojas especializadas e feiras para comprar, vender ou trocar discos importados, raros, usados e, de quebra, terem boas conversas sobre música. São Paulo, pelo seu tamanho e movimentação cultural, é um verdadeiro paraíso para os colecionadores brasileiros.

via GIPHY

Leia também:
Estudo mostra como o cérebro percebe a música
Dá um play: linha Energy e aquilo que te motiva todos os dias

Separamos alguns dos lugares mais legais para fãs de vinil na Paulicéia Desvairada. Confira:

Lojas e feiras de discos de vinil em Sampa

Sebo do Messias

Atrás da igreja da Sé, o Sebo do Messias é um dos maiores e mais tradicionais de São Paulo. Nele, além de vinis raros e por preços razoáveis, você encontra livros que sequer imaginaria que existem. Sempre uma surpresa passear pelo lugar, que existe desde 1970.

Endereço: Praça Dr. João Mendes, 140

Locomotiva Discos

Há várias  lojas na Galeria do Rock que merecem ser conhecidas. A Locomotiva é uma das mais bombadas lá, principalmente pelo público indie. Mas o que faz com que a loja se destaque em relação a suas vizinhas de galeria é o “Jantar dos Refugiados”, um evento que fazem toda terça-feira e no qual refugiados sírios em São Paulo podem cozinhar para o pessoal.

Endereço:  Rua Barão de Itapetininga, 37 – Loja 8

Sensorial Discos

Na Alta Augusta, a Sensorial é de fácil acesso e tem um acervo incrível. Mas ela vai muito além do vinil e também conta com um catálogo sensacional de cervejas artesanais, incluindo várias brasileiras. Além disso, sempre rolam uns pocket shows de bandas pequenas. É ótimo lugar para garimpar o que está rolando de bom na cena independente.

Endereço: Rua Augusta, 2389

via GIPHY

Baratos & Afins

Há 38 anos no mercado, a Baratos & Afins é, provavelmente, uma das mais famosas e tradicionais lojas de discos dessa lista. Fundada por Luiz Calanca, a loja tem mais de 35 mil discos, com preços que vão de R$ 1 a R$ 1.000.

Com o tempo, a Baratos & Afins foi muito além de loja e imprimiu sua marca na história do rock nacional com um selo independente que lançou obras importantes de Arnaldo Baptista, Rita Lee, Itamar Assumpção,Tom Zé, Jorge Mautner, Marcelo Nova, Walter Franco e outros.

Endereço:  Rua 24 de Maio, 62

Big Papa Records

A loja fica na Galeria Nova Barão, entre as ruas Barão de Itapetininga e Sete de Abril. Ela é comandada pelo cubano Carlos Suarez e pela brasileira Kátia Pimentel, apelidados de Big Papa e Big Mama. Além do enorme acervo, cheio de raridades, o rolê atrai principalmente graças à simpatia do casal.

Endereço:  Rua 7 de Abril, 154

Feirão 1 milhão de LPs

A Mooca provavelmente ainda é um dos bairros de São Paulo que mais reúne roqueiros tradicionais. Não por acaso, ela tem uma das maiores feiras de discos da cidade. A feira, que acontecia em dois galpões na Mooca, nasceu com o intuito de vender LPs baratos, com preços a partir de R$ 5.

O negócio cresceu e deu tão certo que o bairro chegou a ser chamado de centro do vinil. O Feirão ganhou sede própria, o Casarão do Vinil. O lugar ainda ganha pela quantidade e preço. Só é importante garimpar bastante — como eles prezam pela quantidade, há todo tipo de música por lá.

Endereço:  Rua dos Trilhos, 1212

Feira da Benedito Calixto

Outra feira tradicionalíssima de São Paulo é a da Benedito Calixto, no bairro de Pinheiros. O local onde ela acontece já é um tanto emblemático: berço da genial Vanguarda Paulistana e no começo da Teodoro Sampaio (conhecida como rua dos músicos, pela quantidade de lojas de instrumentos), a praça é um verdadeiro reduto dos amantes da música.

A feira rola todos os sábados, tem, roupa, móveis, comida e, principalmente, discos. De manhã tem as vendas e de tarde ainda rola um chorinho.

Endereço:  Praça Benedito Calixto.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 172 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence