MECA Inhotim: um festival indie no museu mais bonito do mundo
meca-inhotim_vinicius-depizzol
Inhotim Foto: Flickr/Vinicius Depizzol
Unplug > Escapadas Urbanas

Meca Inhotim: um festival indie no museu a céu aberto mais bonito do mundo

Diana Assennato em 3 de novembro de 2016

Quem já foi ao Inhotim sabe que o museu mineiro não é “só” a sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil, mas também um dos mais bonitos do mundo. Lygia Pape, Hélio Oiticica, Adriana Varejão e Olafur Eliasson são apenas alguns dos nomes com acervo permanente no espaço de quase 800 hectares com paisagismo de Carlos Burle Marx e um jardim botânico com mais de 5 mil espécies. As obras de arte se misturam com um projeto arquitetônico ambicioso, integrado com a natureza característica de Brumadinho, cidade onde está sediado o Inhotim, há 60 quilômetros de Belo Horizonte (MG).

No final de semana do dia 5 e 6 de novembro o museu irá receber pela primeira vez o MECAInhotim, um festival de cultura independente conhecido por ser “a maior menor plataforma cultural do mundo”. Um evento marcado por bandas internacionais e nacionais, instalações artísticas e multisensoriais. O festival já existe há 7 anos, e nesta edição traz workshops, shows, vivências e atrações espalhados pelos 23 pavilhões, 22 obras ao ar livre e 7 jardins temáticos de Inhotim.

A programação é rica — e parece nem caber em apenas 48 horas –, mas só para quem pretende desembolsar R$ 490 para passar dois dias e uma noite no maior museu a céu aberto da América Latina.

Programação do MECAInhotim

A principal atração musical do festival será Caetano Veloso, mas a programação traz uma curadoria de pessoas, artistas e atividades que refletem o espírito da Nova Economia.  Além de Caetano, Jaloo, Liniker, Mahmundi, Lei Di Dai, Dônica compõe a programação musical.

Painéis e palestras prometem levar especialistas como o cineasta Vincent Moon, as publicitárias do podcast Mamilos, Cris Bartis e Ju Wallauer, além de Marcos Piangers, Eduardo Schenberg, Marko Brajovic, Valentine Giraud-Robben e o fundador de Inhotim Bernardo Paz.

Os 45 workshops programados vão oferecer atividades variadas: de oficina de crochê, técnicas de respiração e tingimento orgânico em tecidos, até leitura de tarot, plantas medicinais e aulas de dança. Você sabe melhorar o seu café de cada dia? Como  o MDMA tem sido usado para tratar transtornos de estresse pós-traumático? Ou o que o cafuné diz sobre o brasileiro? As plataformas Mesa&Cadeira, Contagious, FLAG.CX, BOX1824, Red Bull e Perestroika também preparam atividades que envolvem realidade aumentada, instalações tecnológicas e inovação.

A programação se inicia no sábado às 9h30, com a abertura regular do parque e alguns workshops, performances e experiências. A primeira conferência começa às 14h, seguida de painéis, bate-papos e palestras. Os shows no palco principal acontecem entre 20h e 1h.

A partir das 8h do domingo, yoga e meditação abrem as atividades complementares. A área de conferência começa às 9h30 e os shows no palco principal encerram o evento entre 15h30 e 19h.

Ingressos para o MECAInhotim

Quem está disposto a ir nos dois dias deve se preparar para um final de semana pouco econômico. As entradas, que não incluem hospedagem, variam de R$250 (meia) e R$490 (inteira) e ainda podem ser compradas neste link.

A hospedagem pode ser feita dentro do próprio museu, mas pousadas e hotéis-fazendas da região também irão acolher os visitantes. Mais informações aqui.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence