O que você precisa saber sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam
animais-fantasticos-e-onde-habitam
Foto: Divulgação
Unplug > Inspire-se

O que você precisa saber sobre “Animais Fantásticos e Onde Habitam”

Camila Luz em 21 de novembro de 2016

Quase 20 anos após o lançamento de “Harry Potter e a Pedra Filosofal”,  o universo mágico do bruxo de óculos redondos e cicatriz em forma de raio na testa ainda mobiliza os fãs. No dia 17 de novembro, estreou no Brasil o primeiro filme da saga “Animais Fantásticos e Onde Habitam”, um spin-off da série.

O longa faturou milhões nos Estados Unidos no final de semana de estreia. No Brasil, não deverá ser diferente. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é a oportunidade dos fãs saborearem mais alguns pedacinhos inéditos do universo mágico de Harry Potter.

LEIA MAIS
As teorias de "Stranger Things": como a ciência ajuda a explicar a série

O enredo acompanha o bruxo britânico Newt Scamander, que chega em Nova York, nos Estados Unidos, com uma mala cheia de animais mágicos. Alguns desses bichos escapam em meio a comunidade bruxa estadunidense, que teme muito mais a exposição aos trouxas (pessoas não-mágicas) do que os ingleses. O longa em cartaz é o primeiro de cinco filmes.

5 fatos sobre Animais Fantásticos e Onde Habitam*

*Alerta: o texto contém spoilers sobre a saga Harry Potter.

1 – Você não precisar ter lido os livros ou visto os filmes da saga Harry Potter

O longa caminha com suas próprias pernas. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é um prequel [prequela, em português] de Harry Potter, isto é, uma narrativa ambientada no mesmo universo ficcional, mas que antecede a história do bruxo adolescente. Revela eventos que ocorreram antes da obra original.

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” se passa na década de 1920, enquanto a saga Harry Potter tem início nos anos 1990, quando Harry completa 11 anos. No entanto, o novo longa traz citações sobre personagens, locais e símbolos que aparecem na saga.

2 – “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é um livro didático sobre animais mágicos

Animais Fantásticos e Onde Habitam

Livro Animais Fantásticos e Onde Habitam Foto: Divulgação

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” é um livro didático usado pelos personagens de Harry Potter em Hogwarts. É um guia que apresenta espécies de animais mágicos, onde vivem e outras informações úteis, como quão perigosos são para os bruxos e como lidar com eles.

O livro foi escrito por Newt Scamander, um magizoologista (“mago zoologista”) que viaja o mundo pesquisando animais mágicos. Seu objetivo é trazer mais conhecimento aos bruxos e conscientiza-los sobre a importância de preservar as espécies e tratá-las com respeito. O autor é protagonista da nova série de longas.

A história de “Animais Fantásticos e Onde Habitam” foi escrita por J.K. Rowling, mesma autora da saga Harry Potter e do guia sobre animais mágicos.

3 – “Animais Fantásticos e Onde Habitam” se passa em Nova York, e não em Londres (ou em Hogwarts)

Fãs da série Harry Potter devem se preparar para uma mudança completa de ambiente. O novo filme se passa em Nova York, onde será possível conhecer o Ministério da Magia estadunidense e descobrir mais sobre o universo mágico do país, como o nome de sua escola de bruxaria e expressão diferente para se referir aos trouxas.

Como o filme se passa em Nova York na década de 1920, há leis mais rígidas que regem as relações entre bruxos e trouxas — esse é um dos pontos principais do filme.

4 – Quem é Gerardo Grindelwald

Gerardo Grindelwald (Gellert Grindelwald no original em inglês) é um personagem fundamental para a saga Harry Potter. O feiticeiro foi um dos mais temidos bruxos da trevas, aterrorizando a Europa antes de Voldemort. Ele foi derrotado por Dumbledore em 1945, em lendário duelo.

Grindelwald também é importante na saga Harry Potter por possuir a Varinha de Sabugueiro, conhecida como a Varinha das Varinhas – a mais poderosa do mundo. Ele é o vilão de “Animais Fantásticos e Onde Habitam”.

5 – O que são as Relíquias da Morte

Em “Animais Fantásticos e Onde Habitam” há uma referência importante sobre as Relíquias da Morte. São três objetos mágicos de grande poder que teriam sido criados pela própria Morte: a Varinha das Varinhas, a Capa da Invisibilidade e a Pedra da Ressurreição.

Na saga Harry Potter, as relíquias são descritas no Conto dos Três Irmãos [leia o conto no final do texto]. Os três objetos são fundamentais para o desfecho da saga. Ao possuí-las, Harry se torna Senhor da Morte e consegue retornar à vida após ser morto por Voldemort. Aos 17 anos, finalmente derrota o bruxo das trevas.

Crítica*

* atenção, spoilers!

Se você curte efeitos especiais, “Animais Fantásticos e Onde Habitam” é para você. O longa tem mais efeitos do que todos os filmes da saga Harry Potter e também mais ação. O filme é longo — tem mais de duas horas de duração — e está em cartaz nas opções 2D e 3D. Só escolha esta última se estiver inspirado, pois os efeitos visuais e sonoros são constantes e usar os óculos pode incomodar.

Para quem é potterhead, o longa realmente ajuda a matar as saudades do universo Harry Potter. Há citações sobre quadribol, hipogrifos, unicórnios, elfos domésticos e sobre personagens queridos da saga, como Alvo Dumbledore. Além disso, há as famosas pitadas de humor – menos sutis em “Animais Fantásticos e Onde Habitam”.

O primeiro filme não traz personagens e atores de Harry Potter, mas Alvo Dumbledore e outras figuras importantes poderão participar dos próximos. Além disso, conta com um elenco de peso, com Eddie Redmayne, Colin Farrell e Ezra Miller. Johnny Depp foi uma adição polêmica, já que o ator foi acusado de agressão por sua ex-esposa, Amber Herd, este ano. Nas redes sociais, fãs manifestaram seu repúdio à participação do ator.

“Animais Fantásticos e Onde Habitam” também explora de forma madura o que a saga Harry Potter fez de formas mais sutis, porém efetivas. Milita contra discriminação e preconceito ao apresentar uma sociedade bruxa que vive escondida e isolada, em clima de paranoia. Além disso, toca na questão ambiental, ao destacar a extinção de espécies pela exploração e ignorância humana.

No entanto, o filme tem ritmo diferente de Harry Potter e está mais para um blockbuster que grita tecnologia do que uma história sobre um mundo mágico parecido com o nosso, que poderia existir debaixo de nossos narizes. “Animais Fantásticos e Onde Habitam” interessa mais pelas criaturas extraordinárias apresentadas do que pelo roteiro em si, que peca principalmente no final. Resta saber se os próximos filmes serão bem amarrados e farão jus ao hype.

Bônus: O Conto dos Três Irmãos

(Disponível na íntegra nos livros “Harry Potter e as Relíquias da Morte” ou “Os Contos de Beedle, o Bardo”)

Três bruxos irmãos caminhavam por uma estrada solitária quando toparam com um rio fundo e de águas traiçoeiras. Agitaram as varinhas e criaram uma ponte para atravessá-lo, atraindo a fúria da Morte, acostumada a levar consigo todos os viajantes que tentavam atravessar o rio nadando.

Astuta, a Morte diz aos três irmãos que cada um ganhou um desejo por terem a enganado. O primeiro, sedento por poder, pede pela varinha mais poderosa do mundo. A Morte vai até um velho sabugueiro na margem do rio e fabrica a Varinha das Varinhas.

O segundo, arrogante, quis humilhar ainda mais a Morte e pede o poder de trazer os mortos de volta à vida. Ela pega uma pedra da margem do rio e  cria a Pedra da Ressurreição.

O último, mais jovem e humilde, pede apenas por qualquer coisa que o permita sair dali sem ser visto pela Morte. Contrariada, ela lhe entrega sua própria Capa da Invisibilidade.

O primeiro irmão usa a Varinha das Varinhas para matar um bruxo com o qual havia se desentendido no passado. Após o feito, ele vai dormir em uma pensão, onde se gaba de ter o instrumento mais poderoso do mundo. De noite, enquanto dorme, outro feiticeiro entra em seu quarto e tira a sua vida, tomando a varinha para si. E assim a Morte leva o primeiro irmão.

O segundo irmão usa a Pedra da Ressurreição para trazer de volta à vida uma jovem de quem era noivo antes de sua morte prematura. Sua figura retorna triste e fria, como se estivesse separada dele por um véu. Embora estivesse de volta ao mundo normal, ela não pertencia mais àquele lugar e sofria. O irmão, desesperado, tira a própria vida para ficar perto da amada. E assim a Morte leva o segundo irmão.

A Morte passou décadas procurando pelo terceiro irmão. Só o encontrou quando já estava idoso. Ele tira a Capa da Invisibilidade e a entrega a seu filho. O bruxo, então, acolhe a Morte como  uma velha amiga e, como iguais, abandonam esta vida.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence