Esses artistas mostram como o papel pode ser incrível
papel
"100 collors" por Emmanuelle Moureaux Foto: Reprodução/Site
Unplug > Inspire-se

Esses artistas mostram como o papel pode ser incrível

Kaluan Bernardo em 18 de abril de 2017

No contexto da arte, muitas pessoas pensam que o papel serve meramente para desenhar ou escrever. No entanto, alguns artistas fora da caixinha olham para o material e enxergam infinitas possibilidade de esculturas, transformando o papel suporte em matéria-prima.

É o caso de artistas como Emmanuelle Moureaux, Annie Vought e Yuko Takada Keller, que cortam meticulosamente os papeis para criar as mais belas e delicadas obras e instalações, tão cheias de detalhes e cores. Veja algumas na galeria abaixo:

papel

"100 collors" por Emmanuelle Moureaux Foto: Reprodução/Site

papel

"Space in Ginza" por Emmanuelle Moureaux. Foto: Reprodução/Site

papel

"I cared that things were weird between us" por Annie Vought Foto: Reprodução/Site

I-am-sorry-image-1

"I am sorry. No no" Annie Vought Foto: Reprodução/Site

prisma1

"Prismatic" por Yuko Takada Keller Foto: Reprodução/Site

wplant1

Water Plants por Yuko Takada Keller Foto: Reprodução/Site

Outros artistas, como Gabby O’Connor, ou grupos como o Orproject e a dupla Wade Kavanaugh e Stephen B Nguyen pensam em estruturas monumentais, orgânicas, que te envolvem e te fazem esquecer que aquilo tudo é papel.

Veja na galeria abaixo:

13

por Wade Kavanaugh e Stephen B. Nguyen Foto: Reprodução/Site

12

por Gabby Conor Foto: Reprodução/Site

11

por Orproject Foto: Reprodução/Site

10

por Orproject Foto: Reprodução/Site

E, por fim, há aqueles que, apenas com tesoura e papel, criam verdadeiros quadros, tão bonitos como frágeis. É o caso de Simon Schubert, Jean Stark e Emma Van Leest. Veja abaixo:

paper-art

por Simon Schubert Foto: Reprodução

Jen-Stark-01

por Jen Stark Foto: Reprodução

Emma-Van-Leest-02

por Emma Van Leest Foto: Reprodução

Mais do que visualmente belas, essas obras nos mostram como o papel é versátil, que não é apenas um suporte para rascunhos ou para desenhos. Mais do que isso, que o papel não precisa, necessariamente, ser descartado após seu uso mais comum. Serve como alerta para a reciclagem e para o nosso consumo. O papel que você joga no lixo pode virar arte. Ou pode ser reciclado e assim poupar diversas árvores.

LEIA MAIS
Emory Douglas: arte, Panteras Negras e a luz no fim do túnel
LEIA MAIS
Constelações literárias: projeto mistura literatura e astronomia para criar arte

Você sabia, por exemplo, que se reciclássemos todos os papeis de jornais poderíamos salvar 250 milhões de árvores todos os anos? Se reciclassem apenas os edições do The New York Times publicados em um domingo já salvaríamos 75 mil árvores. Há outros números reveladores: um estadunidense, por exemplo, consome o equivalente a sete árvore por ano em papel e madeira. O país consome 85 milhões de toneladas de papel por ano. Isso só os EUA, imagina o mundo todo. É hora de repensar esse consumo, não? E a arte também pode fazer o seu papel lindamente.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 237 [1] => 205 [2] => 76 [3] => 222 [4] => 157 [5] => 12 [6] => 249 [7] => 94 [8] => 97 [9] => 267 [10] => 68 [11] => 115 [12] => 186 [13] => 17 [14] => 173 [15] => 175 [16] => 238 [17] => 62 [18] => 92 [19] => 276 [20] => 236 [21] => 25 [22] => 153 [23] => 125 [24] => 16 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence