Outubro Rosa, Novembro Azul e Setembro Amarelo: entenda
outubro rosa
Foto: Istock/Getty Images
Unplug > Inspire-se

Outubro Rosa, Novembro Azul e Setembro Amarelo: entenda

Camila Luz em 12 de outubro de 2016

Outubro Rosa, Novembro Azul e Setembro Amarelo: esses meses coloridos dizem respeito a mobilizações mundiais para prevenir câncer de mama, câncer de próstata e suicídio.

O Outubro Rosa é o mais antigo e também o mais conhecido. O objetivo da campanha é incentivar a realização do auto-exame de mama e mamografias para identificar o tumor em estágio ainda precoce. O Novembro Azul funciona de forma parecida, mas tem foco no câncer de próstata. Homens devem ir ao urologista todos os anos e fazer o exame de toque para verificar se estão doentes.

Já o Setembro Amarelo, mais recente e menos conhecido, é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio. Ela pretende alertar pessoas sobre o suicídio ser uma realidade e divulgar instituições que ajudam a evitar que pessoas cometam o ato.

Saiba mais sobre a origem de cada uma das campanhas e como funcionam.

Outubro Rosa

A história do Outubro Rosa começa na última década do século 20, nos Estados Unidos, quando o laço cor-de-rosa (principal símbolo da campanha) foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure. Ele foi distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York em 1990.

Na época, o país já promovia outros eventos isolados. O Outubro Rosa ganhou nome em 1997, quando as cidades Yuba e Lodi, nos Estados Unidos, fomentaram uma série de ações pela conscientização e diagnóstico precoce.

laço do outubro rosaAlém de desfiles de moda, partidas esportivas, corridas e desfiles, outras ações acontecem no mundo todo em comemoração à campanha. Prédios públicos, teatros e outras construções são iluminadas pela cor rosa para que mais pessoas tomem conhecimento da questão. No Brasil, inclusive, a primeira iniciativa em relação ao Outubro Rosa foi a iluminação do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (o famoso Obelisco do Ibirapuera), em São Paulo, no dia 2 de outubro de 2002.

Para diagnosticar o câncer de mama em seu estágio inicial, deve-se realizar o auto-exame de mama frequentemente, uma vez por mês. Mulheres que têm mais de 40 anos devem fazer mamografia todos os anos. Alguns ginecologistas pedem ultrassom das mamas para mulheres mais jovens, reforçando a prevenção.

Leia mais:
Cientistas podem ter curado o HIV pela primeira vez
Como a edição de genes poderá salvar vidas em breve
Anticoncepcional nunca mais? As vantagens dos métodos sem hormônio

Novembro Azul

Segundo o site do governo brasileiro, o câncer de próstata é uma das principais causas de morte entre homens. No mundo, cerca de três quartos dos casos ocorrem em quem tem mais de 65 anos. A doença é o sexto tipo de câncer mais comum e o mais recorrente no sexo masculino.

laço do novembro azulO Novembro Azul surgiu na Austrália em 2003, aproveitando a comemoração do Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata (17 de novembro). No dia 19 do mesmo mês também é celebrado o Dia Internacional do Homem.

Além das ações de conscientização realizadas durante o mês de novembro, homens do mundo todo se unem através do movimento MovemBear. Eles devem raspar a barba no dia 31 de outubro e cultivar apenas um bigode por 35 dias. O objetivo é impulsionar a conscientização também sobre o câncer de testículos e depressão.

Muitos homens resistem ao exame de prevenção por medo de fazer o exame de toque ou simplesmente por cultivarem a ideia de que isso não é “coisa de macho”. O MovemBeer pretende desmistificar essa ideia e mostrar que ser macho é cuidar da própria saúde.

Setembro Amarelo

O Setembro Amarelo foi iniciado no Brasil, em 2014, pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), Centro de Valorização da Vida (CVV) e Conselho Federal de Medicina (CFM). Mundialmente, o Dia de Combate ao Suicídio é comemorado em 10 de setembro. Nessa data, a Associação Internacional para Prevenção do Suicídio impulsiona a causa.

laço do setembro amareloO objetivo é colocar o suicídio como questão de saúde pública e informar a sociedade sobre formas de preveni-lo. De acordo com o site oficial do Setembro Amarelo, 32 brasileiros se suicidam todos os dias. Essa taxa supera o número de mortes por HIV ou câncer.

O mal é considerado “silencioso”. Por medo ou falta de conhecimento, pessoas fecham os olhos para o sinais de que uma pessoa corre riscos de tirar a própria. No entanto, há esperança: nove em cada dez casos de suicídio poderiam ser prevenidos. O professor da Unicamp Neury Botega explica por que. Assista!

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 25 [12] => 157 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence