O que faz um relacionamento dar certo? 13 dicas de pessoas reais
relacionamento
Foto: Istock/Getty Images
Unplug > Inspire-se

O que faz um relacionamento dar certo? Veja 13 dicas de 1.500 pessoas

Kaluan Bernardo em 22 de março de 2017

Afinal de contas, existe uma fórmula para um relacionamento feliz? O que faz com que pessoas fiquem juntas e contentes até seu último dia e o que faz com que casais que pareciam perfeitos, feitos um para o outro, separem-se rapidamente?

Há diversos livros e artigos por aí apontando o que faz um relacionamento feliz. Mas muitos deles são escritos por pessoas que não vivenciaram tal experiência. Por isso, Mark Manson, um jornalista do site Quartz, resolveu falar diretamente com as pessoas que vivem relacionamentos felizes e perguntar a elas o que, afinal, está dando certo. A ideia era descobrir se, apesar das diferenças, havia algo em comum.

Para isso, ele entrevistou mais de 1.500 pessoas que estavam casadas há mais de dez anos e que ainda se consideravam felizes. Algumas das respostas vieram em páginas, não em parágrafos, conta ele. Após duas semanas lendo o que disseram, percebeu que havia uma série de padrões e repetições. E os apresentou em um artigo. Confira abaixo quais foram os principais padrões que encontrou.

O que torna um relacionamento feliz?

1) Estar junto pelas razões certas

Essa é uma das respostas mais óbvias, mas é importante. Você deve se casar com alguém porque quer, não por pressão social, familiar, por imagem, por solidão ou na esperança de que o relacionamento vá te tornar alguém melhor.

2) Ter expectativas reais sobre relacionamentos e romances

O amor é cheio de altos e baixos. Isso é inevitável. É também cheio de sentimentos irracionais que não fazem tanto sentido. É importante ser realista nessas horas. Acreditar em um amor romântico, que sempre é idealizado, é ruim. Quando confrontado com a realidade, esse idealismo só machuca.

Segundo Manson, o amor verdadeiro é uma escolha. É um comprometimento contínuo de permanecer com a pessoa independente das circunstâncias, sabendo que nem todos os momentos serão felizes. Não há glamour, mas, no longo prazo, é o que mais satisfaz.

3) O fator mais importante em um relacionamento não é comunicação, mas respeito

O jornalista percebeu que, enquanto casais que estavam nos primeiros anos, falavam de comunicação e a importância de serem abertos uns com os outros, os que estavam há mais de 20 anos juntos priorizavam mais o respeito.

LEIA MAIS
O que oferecem as versões pagas dos aplicativos de relacionamentos
LEIA MAIS
O que um detox digital pode fazer pelo seu relacionamento

Eles percebiam que, invariavelmente, a comunicação iria falhar em algum momento – por mais transparente que fosse. Nesses momentos, a única coisa que pode salvar um relacionamento é o respeito pela pessoa que está ao seu lado.

Além disso, é necessário se respeitar e permitir que seu parceiro também se respeite. Porque só com respeito próprio, as pessoas deixam as carências de lado e se permitem amar incondicionalmente. O respeito próprio e pelo parceiro são interconectados. Quando as pessoas chegam a esse ponto, elas não falam mal de seus companheiros para amigos, aceitam os diferentes interesses e se permitem ouvir igualmente.

4) Apesar disso, a transparência ainda é importante

Falar abertamente, principalmente sobre o que te machuca, é essencial. Isso ajudará a construir confiança, o que leva à intimidade. Machuca, mas é necessário – afinal, ninguém pode resolver seu relacionamento por você.

Com a confiança, advinda da transparência, você também conquista fidelidade e elimina os ciúmes. Mas a questão vai além disso. Você precisa confiar em seu parceiro para cuidar de seus filhos caso você morra amanhã, por exemplo. E chegar em tal nível de confiança é bastante.

5) Relacionamento saudável significa duas pessoas saudáveis

É verdade que você precisa ceder espaço para que as coisas se acertem de vez em quando. Mas isso não pode se tornar um sacrifício, no sentido que você abdica de si para fazer o outro feliz. Isso significa que você tem que se aceitar como é e aceitar também seu parceiro. Não deve tentar mudar a si próprio ou mudar ele.

Foto: Istock/Getty Images

6) Dê espaço ao outro

As pessoas falaram muito sobre criar espaço entre si. Alguns falaram sobre criar diferentes contas bancárias, ter diferentes amigos, hobbies, tirar férias separados. Alguns recomendavam até mesmo dormir em quartos separados. O problema é que, normalmente, as pessoas não dão esse espaço por medo ou insegurança. Quanto mais desconfortável você estiver em permitir as pessoas de serem elas mesmas, mais tentará ter controle. E pior será.

7) Você e seu parceiro vão crescer de formas inesperadas

Em 20 anos de casamento, obviamente você perceberá que a pessoa com quem você está hoje é diferente daquela com quem você se casou. Para essa situação, vale o conselho que o familiar de um dos entrevistados deu:

Um dia, daqui muitos anos, você irá acordar e sua esposa será uma pessoa muito diferente, garanta que você se apaixonará por essa pessoa também.

8) Aprenda a brigar

Casais bem sucedidos, assim como qualquer outro, também brigam bastante. E alguns brigam intensamente. A diferença é que há quatro características nas brigas de alguém que está prestes a se separar: os parceiros se criticam; se colocam na defensiva; inferiorizam o parceiro; ignoram o outro.

Por isso, quando for brigar, saiba nunca insultar seu parceiro. Além disso, não traga rusgas do passado para o conflito atual. Se a coisa estiver muito complicada, dê um tempo e volte a discutir quando estiver mais calmo. Por fim, lembre-se que estar certo não é mais importante do que ouvir e respeitar.

9) Aprenda a perdoar

Assim como todo casal briga, todo casal tem questões não resolvidas. E tudo bem. O importante é saber conviver com elas e perdoar seu parceiro.

Novamente, tudo volta à questão do respeito. Se você tem duas pessoas diferentes compartilhando uma vida, obviamente haverá momentos com opiniões e valores diferentes sobre algo. Nesses casos, é necessário compreender o que a pessoa fez e aceitar. Isso leva ao perdão.

Portanto, quando uma briga acabar, saiba que acabou. Não a resgate. Também não tente vencer uma briga – nunca há um vencedor. E quando seu parceiro complicar as coisas, tente separar as intenções do seu comportamento, ajudará muito a entender por que ele fez o que fez.

10) Pequenas coisas ajudam no todo

Encontre um tempo para jantar junto, caminhar, ir a um filme ou qualquer coisa, ou vocês acabarão apenas como colegas de quarto. Essas pequenas atividades juntos fazem toda a diferença no longo prazo. E isso se torna ainda mais sensível quando o casal tem filhos.

Foto: Istock/Getty Images

11) Sexo importa muito

O sexo é um ótimo termômetro do relacionamento. Se ele está indo bem, possivelmente é porque o casal também vai bem. Quando algo está errado, o sexo é a primeira coisa a voar pela janela.

12) Seja prático e crie regras

Todo mundo tem uma ideia de como é a divisão de tarefas em um relacionamento. Mas nem todos verbalizam isso. E isso gera ruído, que leva à frustração. Portanto, o ideal é, desde começo, o casal sentar e definir, juntos, quais são as regras. Quem faz o quê, quando e como. E procure o que for melhor para cada um. Quem odeia gordura não lava a louça, mas quem tem mais paciência limpa a casa. E por aí vai.

13) Aprenda a surfar as ondas

Relacionamentos são como montanhas-russas. Saiba aproveitar os bons momentos e os maus também. O importante é não desistir. São como ondas, e cada um precisa aprender a surfar nelas. E saiba: as ondas poderão ser pesadas (como desemprego ou morte de familiar), mas sempre passam. Tudo passa.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 237 [1] => 205 [2] => 76 [3] => 222 [4] => 157 [5] => 12 [6] => 249 [7] => 94 [8] => 97 [9] => 267 [10] => 68 [11] => 115 [12] => 186 [13] => 17 [14] => 173 [15] => 175 [16] => 238 [17] => 62 [18] => 92 [19] => 276 [20] => 236 [21] => 25 [22] => 153 [23] => 125 [24] => 16 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence