5 vídeos para entender Zygmunt Bauman e a modernidade líquida
zygmunt_bauman
Foto: Wikimedia Commons
Unplug > Inspire-se

5 vídeos para entender Zygmunt Bauman e a modernidade líquida

Camila Luz em 9 de janeiro de 2017

Assine nossa newsletter

O sociólogo e filósofo Zygmunt Bauman, um dos principais pensadores do século 20, morreu aos 91 anos de idade em 9 de janeiro. O polonês é criador do famoso conceito da “modernidade líquida”, que define as características das relações pessoais, políticas, econômicas e artísticas contemporâneas como menos duradouras.

Bauman era radicado no Reino Unido e faleceu na cidade de Leeds, na Inglaterra, por causas ainda não divulgadas. Sua morte foi noticiada pelo jornal polonês Gazeta Wyborzca. O pensador nasceu na cidade de Poznan em 1925 e fugiu do país junto de sua família quando ainda era criança. Eles eram judeus e escapavam do nazismo, buscando refúgio na antiga União Soviética.

Já adulto, chegou a morar novamente na Polônia, onde foi professor da Universidade de Varsóvia, e em Tel Aviv (Israel). No entanto, foi na Universidade de Leeds onde construiu grande parte de sua carreira. Perseguido por ser judeu, produziu obras importantes, como “Modernidade e Holocausto”, em 1989, no qual define o extermínio pelos nazistas como consequência da modernidade.

Nos anos 1980, experimentou o ápice de sua obra. Mas foi em 1999 que criou seu conceito mais discutido, a “modernidade líquida”. Bauman debate a desigualdade social trazida pelo capitalismo, a globalização e a revolução digital – assim como os males causados pelas redes sociais. No auge de seus 90 anos, ainda viajava o mundo concedendo entrevistas e palestras. Abaixo, listamos alguns vídeos para entender a obra de Bauman.

Zygmunt Bauman e a modernidade líquida

O professor da Faculdade Cásper Líbero Luís Mauro Sá Martino explica de forma clara e direta o conceito de “mundo líquido” criado por Bauman em um vídeo da Casa do Saber.

Bauman usa a metáfora do líquido para definir a sociedade contemporânea, pois esse estado está sempre variando de forma. Ao mesmo tempo, conserva algumas de suas características, o que gera um paradoxo entre aquilo que não muda e uma mudança constante.

Luís Mauro usa como exemplo nossos relacionamentos afetivos. Há um século, o casamento era para a vida toda. Hoje, esse conceito está mais fluído: você pode apenas morar junto, por exemplo.

O melhor exemplo, no entanto, é o conceito de “ficar”. Para esse tipo de relacionamento, não é preciso estabelecer vínculo forte e duradouro. Se você achou o vídeo acima muito curtinho, é possível receber uma verdadeira aula dada por Luís Mauro Sá Martino abaixo. Na série “Quem somos nós”, explica a Celso Loducca quem é Zygmunt Bauman e como é a modernidade que ele discute.

A partir dos anos 1990, o sociólogo publicou uma série de livros, como “Amor Líquido”, “Vida Líquida” e “Sociedade Líquida”, nos quais estabelece um modo de pensar o mundo moderno. Ele quer entender tanto as mudanças, quanto as permanências.

É importante apontar que a Modernidade começa por volta do século 18, com a industrialização e a queda da aristocracia. Ela traz novas relações familiares e de trabalho. Anteriormente, no mundo medieval, famílias viviam juntas em um mesmo cômodo e não era comum sair de casa para estudar fora, por exemplo. A sociabilidade era baseada em relações com a terra e de fidelidade entre os homens e Deus.

O Mundo Moderno traz um novo recorte pautado na alta velocidade. As relações mudam o tempo todo, baseadas em inovações tecnológicas e, também, no capitalismo.

Zygmunt Bauman por Zygmunt Bauman

Fronteiras do Pensamento

A entrevista feita pelo Fronteiras do Pensamento, com legendas em português, é provavelmente uma das mais famosas. Há anos o evento traz pensadores para discutir questões sociais aqui no Brasil. Bauman fala sobre a sociedade de consumo, o individualismo e outros tópicos da modernidade.

Programa Milênio, Globo News

Se você quer entender o conceito de “modernidade líquida” pelas próprias palavras do autor, o vídeo abaixo é a sua escolha. O sociólogo explica como as relações hoje estão se tornando cada vez mais frágeis e menos duradouras.

Programa Observatório da Imprensa, da TV Cultura

A longa entrevista é permeada por comentários de especialistas, que contextualizam a obra do autor. O vídeo é um resumão bastante completo com a visão de Bauman em primeira mão.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:

Assine nossa newsletter e receba nossas novidades em primeira mão.

Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 205 [4] => 94 [5] => 97 [6] => 115 [7] => 17 [8] => 238 [9] => 92 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 153 [13] => 62 [14] => 125 [15] => 25 [16] => 173 [17] => 16 [18] => 66 [19] => 67 [20] => 12 [21] => 69 [22] => 127 [23] => 187 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence

Assine nossa newsletter

e receba nossas novidades em primeira mão.