Fernando Spud troca cortes de cabelo por histórias no Salão Itinerante
cortes de cabelo_salao itinerante
Foto: Arquivo Pessoal
Unplug > Interventores

Fernando Spud troca cortes de cabelo por histórias no Salão Itinerante

Camila Luz em 6 de setembro de 2016

No Salão Itinerante, boas histórias valem mais do que dinheiro. O projeto é do cabeleireiro Fernando Spud, que troca cortes de cabelo por fatos, ideias e sentimentos que seus clientes têm para compartilhar.

Fernando trabalha no Galeria Recorte, na rua Augusta, em São Paulo. Lá, pede aos clientes que contem um pouco sobre quem são para que possa cortar seus cabelos de acordo com suas personalidades. No Salão Itinerante, projeto pessoal que tem desde o final de 2010, o esquema é parecido. A diferença é que o atendimento só acontece se a pessoa contar uma história sobre sua vida. “Do contrário, mesmo se a pessoa implorar, não corto”, brinca. O pagamento em dinheiro também é dispensado.

O Salão Itinerante transita por locais onde Fernando pode colher boas histórias, como eventos culturais e comunidades carentes. Para ele, é uma forma de ajudar pessoas, pois além de ganharem cortes de cabelos gratuitos, sentem que há alguém que realmente se interessa pelo que têm a dizer.

Cortes de cabelo e personalidade

Fernando Spud segurando tesoura com mulher na frente

Foto: Arquivo Pessoal

Fernando conta que sempre andou com a tesoura no bolso, fazendo cortes de cabelo em troca de histórias. Em 2010, estava saindo da balada Alberta 3, no centro de São Paulo, quando começou a conversar com uma menina, a Patrícia. Ela contou que estava insatisfeita com seu visual e queria algo mais agressivo.

Fernando tirou a tesoura do bolso e cortou o cabelo da Patrícia ali mesmo. A cena foi tão peculiar que pessoas ao redor começaram a fotografar o que estava acontecendo. “Foi assim que o Salão Itinerante começou a ganhar registros”, conta.

O cabeleireiro explica que é muito mais fácil criar um bom corte de cabelo quando o cliente compartilha informações pessoais do que quando mostra uma imagem como referência.

Quando a pessoa conta uma história sobre ela, acaba expondo um pouco de quem é, quais seus valores, o que quer mostrar de si mesma. Os cortes sempre se adequam à identidade da pessoa, e não à foto que ela mostra.

Com seus cortes de cabelo itinerantes, Fernando já se deparou com todo tipo de história. Uma das mais interessantes que ouviu foi a de um homem que morava em uma comunidade carente e conseguiu vaga em uma faculdade de Comunicação. Por meio desse curso, foi selecionado para uma bolsa de estudos no Canadá. Lá, acabou começando a trabalhar e ficou no país por seis anos. Só voltou ao Brasil quando enfrentou uma síndrome do pânico.

fernando spud cortando cabelo de homem com grafite de fundo

Foto: Arquivo Pessoal

Em sua terra natal, se tratou e voltou ao Canadá. Infelizmente, quando chegou lá, teve crises piores e chegou a tentar o suicídio. A solução foi voltar novamente ao Brasil e morar na comunidade carente onde havia residido quando jovem. “Ele percebeu que o lugar não havia evoluído. As pessoas dessa comunidade não tinham preparo psicológico, orientação ou condição de ter uma vida melhor”, revela Fernando. “Tinham pouca renda e nenhuma preguiça ou vergonha de trabalhar. Todos eram muito ‘raçudos’”, diz.

O cliente de Fernando percebeu que precisava fazer alguma coisa para ajudar essa comunidade. Acabou fundando uma imobiliária que ajuda seus integrantes a planejar financeiramente suas vidas enquanto vivem em uma casa de alvenaria com mais estrutura do que as casinhas que habitavam antes.

Leia mais:
Caio Andrade brinca com a vida offline em suas intervenções urbanas
Rodrigo Guima e suas intervenções afetivas em SP

Salão Itinerante eternizado

O Salão Itinerante pode virar um canal do Youtube. Fernando conta que isso ainda não aconteceu pois nunca quis trazer publicidade para si mesmo ou para sua vida profissional. “Na verdade, eu nunca quis publicidade em cima do projeto Salão Itinerante. É uma coisa pessoal, que faço em troca de histórias e acho muito legal”, explica.

No entanto, amigos donos de produtora acham importante compartilhar tudo o que acontece enquanto Fernando está fazendo os cortes. Pode ser forma de ajudar as pessoas que participam e contam suas histórias.

No futuro, as histórias do Salão Itinerante também poderão ser reunidas em um livro. “Amigos  jornalistas acham que pode ser legal eternizar essas histórias. O vídeo pode se perder, mas o livro é eterno”, finaliza.

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 76 [1] => 222 [2] => 237 [3] => 115 [4] => 17 [5] => 238 [6] => 92 [7] => 125 [8] => 173 [9] => 16 [10] => 276 [11] => 157 [12] => 25 [13] => 66 [14] => 67 [15] => 62 [16] => 153 [17] => 127 [18] => 12 [19] => 19 [20] => 187 [21] => 69 [22] => 154 [23] => 175 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence