Ex-jornalista, Marina Mártims largou 'bolha' da TV pela yoga
Unplug > Interventores

Marina Mártims trocou status e ‘bolha’ da TV pela yoga

Kaluan Bernardo em 12 de julho de 2017

Marina Mártims estava dirigindo quando, do nada, teve a visão que mudaria sua vida. Jornalista cansada da vida que levava, se viu dando aula de yoga para crianças e seu filho era um dos alunos. No mesmo momento, parou o carro, pegou o celular e começou a procurar por yoga no smartphone. “Foi um sonho acordada. Foi engraçado porque foi uma descoberta mesmo”, comenta.

Marina trabalhou anos na MTV produzindo conteúdo musical e para jovens. Morou e estudou em Londres e foi na terra da rainha que teve seu primeiro contato com a yoga. Mas o “despertar” aconteceu em São Paulo, alguns anos depois, naquele dia atrás do volante.

Aos 36 anos de idade, Marina se vê muito mais realizada. “Eu acho que encontrei minha essência”, reflete. Não só sua carreira mudou, mas o modo de encarar a vida. “Quando estava no jornalismo, na TV, sentia que estava em uma bolha. Você tem uma sensação ilusória de que conhece todo mundo. Aquilo me dava uma certa angústia de limitação”, comenta.

Marina Mártims

Depois que saiu do jornalismo, começou a perceber que não conhecia nada. E que, junto da yoga, diversas mudanças viriam. “Com a yoga, muitas coisas estão surgindo. São universos que você vai descobrindo”, diz. “Foi tudo ao mesmo tempo. Despertei para novos sabores, cores… Meu jeito de vestir mudou, deixei de comer carne”, comenta.

LEIA MAIS
Yoga: o que é, de onde veio e quais os estilos dessa prática milenar
LEIA MAIS
10 retiros de yoga pelo mundo que você precisa conhecer

Compartilhar a ruptura e a grande mudança de vida foi mais fácil do que ela esperava. Achou que sofreria represálias, mas encontrou apoio desde o início. “Fui contar para minha mãe [para dizer que deixaria o jornalismo pelo yoga] morrendo de medo da reação”, conta. “E minha mãe super me apoiou, ficou até mais feliz. Porque o sofrimento de um filho acaba passando para todos na família. Foi um certo alívio para todos”, diz. No fundo, o status que ela tinha em relação à sua carreira anterior era algo que só ela dava valor. “E, de uma hora para outra, desfragmentou”.

A mudança foi brusca. Marina passou um tempo trabalhando como jornalista para juntar dinheiro enquanto estudava. “Fui economizando para aguentar esses tempos difíceis que viriam de mais estudo e pouco trabalho. E aí consegui romper de vez para trabalhar em uma escola de yoga”, conta. Lá dentro, foi disposta a fazer qualquer coisa. E começou justamente fazendo a comunicação do lugar. Mas foi lá também que conheceu professores, observou sua relação com os alunos e absorveu o máximo que pode. Feita a mudança, “foi um impulso para seguir sem olhar para trás”.

Marina Mártims“Hoje vivo meu propósito, meu dharma, como se fala dentro da tradição da yoga. Foi uma liberdade total. Me sentia presa dentro de um sistema que achava que tinha que agradar todos e me colocava em último lugar. Hoje virei minha chave e dou muito mais atenção para ética e meus valores”, defende. “Sou muito mais feliz fazendo aquilo que descobri há pouco tempo. Despertei para isso aos 36 de idade. Se tiver mais 36 pela frente com saúde, bem-estar e clareza mental, ainda estou no lucro”, conclui.

 

Gostou deste post? Que tal compartilhar:
ESCOLHA DO EDITOR
Últimos
Trend Tags
Array ( [0] => 205 [1] => 76 [2] => 12 [3] => 237 [4] => 97 [5] => 249 [6] => 222 [7] => 62 [8] => 157 [9] => 276 [10] => 259 [11] => 86 [12] => 267 [13] => 94 [14] => 68 [15] => 16 [16] => 167 [17] => 115 [18] => 186 [19] => 17 [20] => 102 [21] => 173 [22] => 238 [23] => 175 [24] => 92 )
Vídeos
Copyright © 2016 Free the Essence